DE FORA

Meia do Santa Cruz está vetado de clássico contra o Sport e de decisão contra o River-PI

Chiquinho sofreu uma lesão muscular de grau dois na panturrilha e vai desfalcar o Tricolor por duas semanas

JC
JC
Publicado em 13/07/2020 às 18:05
Notícia
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Chiquinho sofreu uma lesão na panturrilha e desfalca o Santa Cruz por duas semanas - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O técnico Itamar Schulle terá uma baixa certa nas duas primeiras partidas do Santa Cruz nessa retomada do futebol após mais de três meses de paralisação das competições no Brasil por conta da pandemia do novo coronavírus. Isso porque o meia Chiquinho se queixou durante o final de semana de um desconforto na panturrilha esquerda e, após ser submetido a um exame de imagem, ficou detectada a lesão.

"Chiquinho teve um desconforto durante esse final de semana (treinos) e fizemos um exame nele hoje e acabou dando um estiramento grau dois na panturrilha. Com isso, ele vai passar por uns 15 dias no departamento médico (em tratamento) e está descartado para essas duas primeiras partidas", confirmou o Dr. Antônio Mário Valente, vice-presidente médico do Santa Cruz.

Com essa confirmação, Chiquinho desfalca o Tricolor do Arruda contra o Sport, no próximo domingo (19), pela 9ª rodada do Campeonato Pernambucano; além de não viajar para a Bahia, onde a Cobra Coral encara a equipe do River-PI, no dia 22, pela última rodada do Grupo B da Copa do Nordeste, no estádio Eliel Matins (Valfredão), na cidade de Riachão do Jacuípe, na Bahia.

RECUPERAÇÃO

Apesar de a baixa do meia ser bastante lamentada, principalmente por ser na véspera da retomada do futebol, o médico tricolor enxerga com naturalidade a lesão sofrida e diz que é preciso redobrar os cuidados principalmente após os treinamentos, na recuperação de cada atleta. "Você passar três meses parado... E tem de voltar e deixar os jogadores numa condição atlética para o jogo. As cargas vão sendo dadas e incorporadas nos treinos, pois sabemos que no jogo é uma guerra e o atleta tem de estar bem condicionado (para encarar os 90 minutos). Mas vejo como um acidente de trabalho (lesão muscular)", contou o Dr. Antônio Mário Valente.

Ao contrário das lesões musculares na coxa, o médico coral ressaltou sobre os cuidados com as contusões na panturrilha. "Essa lesão de Chiquinho foi um pouco mais grave... É pior que a grau um. Além disso, tem muita diferença na região dos músculos comprometidos. Tem uns que dão mais trabalho na recuperação e a panturrilha é um deles. Que tem de dosar muito bem", explicou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias