tricolor

Maycon Cleiton celebra momento e Schulle destaca trabalho

O goleiro tricolor defendeu dois pênaltis e classificou o Santa Cruz, depois de duas quedas no fundamento na temporada

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 31/07/2020 às 7:24
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
PREPARAÇÃO. O goleiro tricolor destacou o estudo dos batedores - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O Clássico das Emoções foi na quarta-feira (29), o Santa Cruz já sabe que vai pegar o Salgueiro na final, a partir de domingo (2), mas o goleiro Maycon Cleiton ainda pode comemorar. O arqueiro tricolor se destacou no jogo contra o Náutico ao pegar dois pênaltis, na disputa encerrada em 7x6 para a Cobra Coral. Isso tudo depois de ser contestado nas duas eliminações do time justamente nas cobranças.

O segreda da vez, na verdade, não foi tão difícil. Junto com o preparador de goleiros Renato Pontes, Maycon analisou os jogadores alvirrubros. "Esperei o batedor. A gente estudou bastante, analisei todos que tinham ocorrido e os batedores do Náutico. Na hora, pude sentir o momento do jogo, se estavam confiantes ou não na hora de tomar a decisão", explicou o arqueiro tricolor.

 

A sensação depois de defender os dois chutes é "maravilhosa". "Todos que estão ao meu redor sabem o quanto trabalhei para isso. Foi difícil por ter vindo de duas cobranças e não ter ajudado e ontem (quarta) fui feliz. Peguei dois e com os companheiros convertendo, saímos classificados", emendou Maycon Cleiton.

As defesas renderam também elogios do técnico tricolor Itamar Schulle. O comandante do Santa Cruz lembrou que muitos de seus jogadores foram rotulados negativamente por causa das disputas de pênaltis anteriores. Para recuperar a confiança dos seus, ele se empenhou nas conversas e, principalmente, nos treinos.

"Vi comentários de que devia trocar Maycon na cobrança de pênalti. Se no jogo tiver uma cobrança, vou trocar o Maycon e depois colocar de novo? Não é futebol de salão. Trabalhamos mais, orientamos algumas coisas e tivemos tranquilidade de fazer e vencer um jogo difícil como foi com o Náutico", completou o técnico.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias