Eleição

Grupo da oposição do Santa Cruz vai entrar com pedido de impugnação da chapa da situação

A eleição do Santa Cruz está marcado para o dia 10 de fevereiro

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 28/01/2021 às 22:15
DIVULGAÇÃO
Mário Godoy (E), André Frutuoso (C) e Joaquim Bezerra (D) são os líderes da oposição do Santa Cruz - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Principal grupo de oposição, o "ProSanta" promete entrar com um pedido de impugnação contra a chapa da situação. Em entrevista ao Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, o advogado e candidato a presidente do Conselho Deliberativo, Mário Godoy, explicou que serão tomadas medidas jurídicas contra irregularidades na inscrição feita pela atual gestão, na última terça-feira, e a recente mudança na composição que ocorreu nesta quinta-feira. Ele evitou entrar em detalhes sobre as estratégias adotadas, mas garantiu divulgar nesta sexta-feira.

LEIA MAIS

> Situação altera chapa e Roberto Freire é o novo candidato a presidente do Santa Cruz

> Por conta das eleições, Chiquinho evita cravar permanência no Santa Cruz, mas afirma: “A vontade é ficar”

> Pro Santa: Mário Godoy explica troca de André Frutuoso por Joaquim Bezerra como candidato à presidente do Santa Cruz

> Martelotte demonstra confiança em Victor Rangel e declara apoio ao jogador

"Estamos elaborando com a nossa equipe e iremos protocolar o pedido de impugnação amanhã (hoje), dentro do prazo previsto no estatuto. Após registrarmos, pode me cobrar que contarei os detalhes", afirmou Mário Godoy.

"Vamos agir com transparência, ao contrário deles. Protocolamos as chapas e mandamos a papelada com carimbo para todos os jornalistas. Não concordamos com as substituições. Não entendemos que seja um procedimento correto, de acordo com o estatuto", completou.

Até o dia 10 de fevereiro, data da eleição do Santa Cruz, muita coisa deve acontecer nos bastidores do Arruda. O pedido de impugnação acontecerá um dia depois da situação alterar a composição da chapa e lançar Roberto Freire como candidato a presidente, além de colocar Paulo Borba como postulante a reeleição no Conselho Deliberativo. Já na Comissão Patrimonial Francisco Buarque continua correndo ao comando do "terceiro poder".

SITUAÇÃO

De acordo com informações apuradas pelo Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, o nome de Roberto Freire surgiu como unanimidade entre as alas "jovem e antiga" do grupo de situação Santa Cruz. E, assim, como forma de unir o clube tricolor em busca de uma recuperação estrutural e, consequentemente, a saída da Série C do Campeonato Brasileiro. Nos próximos dias, o candidato a presidente vai conversar com os membros da chapa para definir as diretrizes.

"Achei muito boa a mudança. Roberto (Freire) e Ítalo (Mendes), que continuará no núcleo de gestão, conhecem tudo do Santa Cruz. Foram responsáveis pelo plano de gestão desse triênio. Foram muito competentes", afirmou o atual vice-presidente coral e principal articulador político Tonico Araújo.

Ainda segundo apuração da reportagem, caso tenha sucesso no pleito de 10 de fevereiro, a chapa de situação pretende criar novas diretorias (núcleos) para contribuir com a administração, modernização e profissionalização do Santa Cruz. Para o departamento de futebol, carro-chefe do clube, dois nomes estão bastante cotados. São eles: o empresário Bruno Rego e o ex-diretor Jomar Rocha.

Comentários

Últimas notícias