Leão

Em meio ao novo coronavírus e sem jogos, Sport perde quantidade significativa de sócios

Direção do Sport prepara campanha para tentar reverter queda no quadro de sócios

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 27/03/2020 às 20:03
Notícia
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Sport disputou 16 jogos em 2020 - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

O Sport já começou a sentir as dificuldades financeiras da paralisação do futebol brasileiro por causa da pandemia do novo coronavírus. Segundo o diretor de marketing Rafael Soares, o Leão perdeu três mil sócios após a suspensão das competições no calendário nacional. De acordo com ele, a ausência está sendo bastante sentida no orçamento rubro-negro.

"O Sport tinha aproximadamente 38 mil sócios e agora caiu para 35 mil. Muita gente segurando os pagamentos agora. Isso gerou uma queda drástica na receita. Temos nossa folha mensal para pagar de atletas, funcionários e fornecedores", afirmou o dirigente, em entrevista ao colunista Carlyle Paes Barreto, do JC.

LEIA MAIS

Memória: relembre, na voz de Adilson Couto, a vitória do Sport por 2x1 contra o Colo Colo

VP de comunicação do Sport, Jurandyr Gayoso, exalta campanha Clássico do Bem: 'Todo mundo ganha'

Com escassez de recursos, Sport espera viver dificuldade financeira a partir do próximo mês

Campanha "Clássico do Bem" de Náutico, Sport e Santa Cruz arrecada mais de R$ 2 mil no primeiro dia

Presidente do Sport destaca impossibilidade de contratar atletas em meio ao novo coronavírus: "Parou tudo"

Mesmo diante dos obstáculos, Rafael Soares frisou que o Sport vai tentar frear a queda no número total do quadro de sócios e/ou aumentar a quantidade. Para isso, o diretor de marketing contou que uma nova campanha será lançada no próximo mês de abril. Agora, em março, as mulheres ganham descontos em novas adesões.

"Em abril, vamos lançar uma nova campanha e precisamos do apoio do torcedor. Porque isso tudo vai passar e o clube continuará vivo. Esse momento é muito doloroso, tem gente morrendo, mas isso não será para sempre. Já estávamos em um momento difícil, com muitas dívidas herdadas de outras gestões", declarou.

ABRIL

Em entrevista ao Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, o presidente Milton Bivar disse que o primeiro mês de dificuldade financeira deve ser abril. Ele frisou que, apesar dos problemas, vai conseguir honrar os compromissos de março com mais certa facilidade. O mandatário rubro-negro ainda contou que o clube está com 17 dias atrasados em relação ao mês de fevereiro, mas quitará os débitos na próxima semana.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias