Crise financeira

Dirigente afirma que presidente do Sport tenta empréstimo bancário para pagar ao menos uma folha salarial

Crise financeira que o Sport vive foi agravada pela pandemia do novo coronavírus

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 19/05/2020 às 12:53
Notícia
ACERVO/ JC IMAGEM
Sport vive grave crise financeira. - FOTO: ACERVO/ JC IMAGEM
Leitura:

A crise financeira em que o Sport se encontra já não é novidade para ninguém. E, por conta da pandemia do novo coronavírus que paralisou o futebol há mais de dois meses, o que já era ruim ficou ainda pior, já que sem jogos não há receitas. No momento, o Leão está com dois meses de folha salarial atrasada e segue tentando buscar alternativas dia após dia para tentar minimizar essa grave situação financeira em que o clube vive.

Em entrevista ao comentarista Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal, o diretor de futebol do Sport, Fred Domingos, disse que o presidente do Leão, Milton Bivar, busca um empréstimo bancário a curto prazo para que o clube possa pagar ao menos uma folha salarial. O dirigente também detalhou sobre ações que o Rubro-Negro está fazendo para tentar minimizar o impacto financeiro.

"A nossa situação é publica. Nós temos uma dificuldade financeira enorme, principalmente depois da redução de 75% imposta pela rede de televisão nos direitos da transmissão. Tudo isso agravou ainda mais a situação financeira do Sport. Nós estamos fazendo um contato direto com os nossos associados e, na última semana, houve uma reação ao nosso apelo. Hoje, o clube só tem receita desses associados. Nosso presidente (Milton Bivar) está tentando um empréstimo bancário a curto prazo para que a gente possa sanar pelo menos mais uma folha", disse Fred Domingos.

OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA

LEIA MAIS

Redução do elenco do Sport pode acontecer ainda durante paralisação

Presidente da FPF diz que Sport vai resolver caso André na Fifa após pandemia

> Sport arrecada mais de R$ 113 mil com ingressos solidários

Redução de salários e formas para tentar minimizar a crise financeira 

Ainda segundo Fred Domingos, o Sport ainda não tentou propor uma redução salarial aos atletas, justamente porque está em atraso salarial com esses jogadores."Essa posição do presidente é correta. Se estamos com um passivo com o elenco, como nós podemos propor uma redução salarial se nós não temos a confiança de que nós vamos poder honrar esse acordo? Então estamos buscando dia após dia tentando conseguir recursos para tentar ir sanando nossas obrigações com o elenco e também com nossos funcionários", disse Fred Domingos.

Sobre ações que o Leão busca fazer para tentar minimizar os impactos da grave crise financeira, Fred Domingos destacou o apelo aos associados, realização de jogos virtuais e planos com o departamento de marketing para lançar campanhas futuras. De acordo com o dirigente, a única receita do Sport neste momento vem dos associados.

"Fizemos jogos virtuais e, através da mobilização da torcida nas redes sociais, conseguimos arrecadar mais de 100 mil reais. E esse dinheiro vai ajudar a pagar os nossos funcionários. Nosso vice-presidente administrativo financeiro, o coronel Genivaldo, tem ido ao clube e tem dado todo o suporte nessa área. E o presidente está a todo momento buscando soluções. Existem algumas ideias que estamos analisando com o departamento de marketing, como por exemplo o lançamento de alguns títulos de sócio remido, após aprovação do conselho deliberativo, para que aí a gente possa fazer um caixa emergencial e tentar amenizar essa nossa crise financeira", finalizou o diretor de futebol do Sport.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias