Leão

Descanso, reflexão e mudança: capitão do Sport destaca lições da paralisação

Sander é um das lideranças do elenco do Sport nesta temporada

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 26/06/2020 às 7:06
Notícia
ANDERSON STEVENS/SPORT
Sander é o capitão do Leão em 2020 - FOTO: ANDERSON STEVENS/SPORT
Leitura:

Exemplo de determinação, o capitão Sander acredita que a paralisação serviu para cada jogador como o momento de autoavaliação. Fato que não serviu para si mesmo, segundo o lateral-esquerdo. Ele salientou que sempre procurava agir dessa forma, mesmo antes da pandemia do novo coronavírus.

"Essa pandemia acredito que serviu para todos como um tempo de descansar, refletir sobre a vida e mudar as coisas que estavam erradas. Na minha visão não mudou muito. Procuro encarar tudo dentro dos princípios corretos. Não mudei muito. Treinei bastante e descansei", afirmou o lateral.

LEIA MAIS

Série A e Série B do Brasileiro previstas para o início de agosto

Ex-goleiro do Sport, Agenor aceita suspender acordo de dívida durante pandemia

Relembre o que aconteceu no futebol pernambucano quando o Liverpool foi campeão inglês pela última vez

Sander ainda destacou que durante o período de inatividade mudou a opinião sobre a performance do Sport e demais equipe na volta dos jogos. O capitão rubro-negro frisou que imaginava inicialmente que o futebol voltaria nivelado.

"À princípio, eu acreditava que sim pelo fato de achar que o campeonato não iria demorar para voltar. Só que com o passar das notícias fui mudando a ideia e acredito que o parâmetro só será determinado após os primeiros jogos. Depois que a bola rolar, iremos ver se o foco e a nossa determinação estava adequada", comentou.

O lateral-esquerdo do Sport também exaltou que a nova pré-temporada deve focar nos principais fundamentos do futebol. Além disso, não mostrou preocupação sobre o desempenho tático do Leão nos primeiros jogos.

"Agora acredito que é preciso trabalhar as principais valências do futebol, que é justamente onde estávamos pecando antes da parada: a parte física e técnica. A parte tática será trabalhada mais na frente com calma e da maneira correta que ele (técnico Daniel Paulista) acredita que seja a ideal. Inicialmente, vejo que esses são os principais pontos. A questão física porque perdemos e a técnica pela falta de contato com a bola", disse Sander.

Treino

Correndo contra o tempo para obter o encaixe ideal, o técnico Daniel Paulista realizou mais um trabalho com bola, nessa quinta-feira, após um treino físico. Os jogadores do Sport participaram de uma atividade que exigia intensidade e troca de passes. Na movimentação, o treinador rubro-negro trabalhou tanto a defesa quanto o ataque. Para os zagueiros e laterais, o foco era a rápida saída de bola. Já os meias e atacantes tinham a missão de pressionar os defensores com uma marcação mais adiantada.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias