COLUNA DO ESTADÃO

As consequências na ponta da CPI da Covid

Confira os destaques de Alberto Bombig neste domingo (11)

Alberto Bombig
Alberto Bombig
Publicado em 11/04/2021 às 7:18
MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL
PRÉ-CANDIDATO Apontado como presidenciável, o ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta deve rodar o País - FOTO: MARCELLO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL
Leitura:

Governadores, secretários de saúde e parlamentares passaram a discutir os efeitos da CPI da Covid no já lento e difícil combate à pandemia. Temem que possa atrapalhar mais o Ministério da Saúde. Outra possibilidade aventada é que, entre os técnicos, surja o receio de tomar decisões e assinar despesas. Entretanto, mesmo aliados do governo reconhecem que os erros e as omissão desde o começo da crise não foram poucos e devem ser investigados. Nas palavras de um governador, com 4 mil óbitos por dia, as canetas estão apagadas há muito tempo. Ao menos nove Estados já têm comissões similares à do Senado, como mostrou o Estadão em março, mas gestores avaliam que a CPI da Covid deve acabar mirando Estados e municípios também.

Vendaval

Parlamentar próximo da Saúde alerta: até mesmo Luiz Henrique Mandetta, que tentou combater o negacionismo do presidente, pode ser tragado no turbilhão de uma CPI.


Na trilha

Do governador Wellington Dias (PT-PI): "Se a decisão foi de abrir a CPI, que ela não se desvie do seu caminho O Brasil precisa de muita serenidade, equilíbrio e foco para vencer o coronavírus. Não dá para perder tempo com falsas guerras diárias".

Pode vir

O MDB no Senado quer a presidência ou a relatoria da comissão. Os nomes de Eduardo Braga (AM) e Renan Calheiros (AL) têm circulado. Mas o último, pelo discurso abertamente de oposição, não deve assumir a dianteira.

No bolso...

Pesquisa do Instituto Renoma mostra que os moradores da cidade de São Paulo, de alta e de baixa renda, perceberam queda nas receitas das famílias. A sensação é maior entre as mulheres e pessoas com mais de 30 anos.

...das...

"O ganho mensal familiar diminuiu. Está difícil para todos, independentemente da renda", afirmou o sociólogo Fábio Gomes, fundador do Bateiah, ligado ao Instituto Renoma.

...famílias

Foram entrevistados 205 eleitores de bairros de alto e de baixo poderes aquisitivos, em 30 de março. O nível de confiança é de 95%.

...indigesto

Para o senador Cid Gomes (PDT-CE), irmão de Ciro Gomes, "empresário que defende a política de Bolsonaro é suicida". "Impossível que alguém veja momento favorável aos negócios", completou.

Oi…

Aloizio Mercadante, ex-ministro de Lula, disse que alguns dos empresários que estiveram no jantar "sempre tiveram excelente diálogo (com o PT) e o fato não mudará isso".

…sumidos

"Tínhamos muito mais dificuldade de dialogar com o empresariado em 2002 do que agora", afirmou Mercadante.

Menu...

A parcela do empresariado crítica a Jair Bolsonaro se incomodou com o jantar nesta semana por um motivo especial: o mal gosto de um convescote em meio a quase 350 mil mortes por covid-19 no País.


 

Comentários

Últimas notícias