Patrocinada

Unicap Prata oferece oportunidades de estudos para pessoas idosas

Projeto da Universidade Católica de Pernambuco busca facilitar ingresso ou retorno de pessoas com mais de 60 anos à universidade

JC360
JC360
Publicado em 22/09/2021 às 12:05
Patrocinada
Pedro Oliveira/JC360
Cirlene Silva (C) e Sandra Lorenzato (D) deram detalhes sobre a Unicap Prata e dicas de como ressignificar a vida após os 60 anos - FOTO: Pedro Oliveira/JC360
Leitura:

Realizar sonhos e consolidar projetos de vida sempre estão dentro dos planos de pessoas que querem ser bem sucedidas na carreira, seja ela pessoal ou profissional. Ao contrário do que muitos pensam, ir em busca desses planos aos 60 anos de idade pode ser bem mais tranquilo do que na fase adulta, quando acumulam-se responsabilidades com a família e trabalho. Pensando em facilitar as oportunidades de estudos às pessoas idosas, a TV JC dessa terça-feira (21) recebeu Cirlene Silva, diretora da Unicap Prata - projeto da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) para estimular o retorno desse público à universidade -, e Sandra Lorenzato, coordenadora da especialização em Inclusão social para idosos, que falaram sobre envelhecimento e ressignificação da vida após os 60 anos.

“Esse momento da vida é uma fase de ressignificação porque muitas pessoas pensam que o nosso ciclo acaba quando chega a aposentadoria. E agora? O que fazer com o tempo livre da vida? Por isso, que a Unicap Prata tem essa proposta de promover a ida ou o retorno dessas pessoas ao campus. Temos muitas possibilidades de estudos como graduação, pós-graduação, cursos de extensão e muito mais. Esse é o momento para darmos um novo sentido a vida”, explicou Cirlene.

Leia também:

>> Escola de Gestão, Economia e Política da Unicap reforça perspectivas para o mercado na atualidade

>> Unicap evidencia importância da saúde coletiva com Escola de Saúde e Ciências da Vida

>> Unicap inova graduações com Escola de Educação e Humanidades

A Unicap vem realizando atividades específicas às pessoas com mais de 60 anos desde 2017. Neste ano, a universidade decidiu consolidar a iniciativa com a Unicap Prata. Com isso, todas as pessoas com esta faixa etária contam com professores treinados e preparados para receber este público e os estudantes em geral também são responsáveis por promover a inclusão dentro da universidade.

Durante a conversa, a professora Sandra Lorenzato resumiu sua carreira acadêmica, que, inclusive, começou a ser consolidada após os 50 anos. Ela comentou também sobre os desafios de voltar à universidade para realizar um sonho antigo de ensinar e como tem sido coordenar uma especialização dentro da Unicap Prata. “Quando cheguei aos 50 anos, já comecei a pensar o que eu faria no mercado de trabalho para dar continuidade ao meu projeto de vida. Como eu gosto muito de pessoas, pensei em fazer psicologia porque é algo que eu já tinha vontade de fazer e também gostaria de ensinar. Por isso, entrei na graduação e no mestrado e, para mim, isso tem sido bastante significativo nesse ciclo de vida que me encontro agora”, sintetizou.

Confira na íntegra a TV JC dessa terça-feira:

Comentários

Últimas notícias