Pandemia

Rainha da Inglaterra destaca união entre as nações durante pandemia de coronavírus

A monarca também agradeceu os profissionais que não puderam parar de trabalhar durante a pandemia

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 05/04/2020 às 16:49
Notícia
BUCKINGHAM PALACE/AFP
A rainha emitiu uma declaração pessoal dizendo que "toda a família ficou triste" ao saber como os últimos anos em Londres foram difíceis para Harry e Meghan - FOTO: BUCKINGHAM PALACE/AFP
Leitura:

A rainha da Inglaterra, Elizabeth II, afirmou em pronunciamento neste domingo (5), transmitido em rádio, TV e canais de mídia social que o Reino Unido terá sucesso no enfrentamento ao novo coronavírus (covid-19). A monarca de 93 anos agradeceu as pessoas por estarem segundo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

>> Sobe para 21 o número de mortos por coronavírus em Pernambuco

>> Brasil ainda tem falta de testes e insumos para enfrentar coronavírus

Elizabeth destacou que "devemos ter consolo de que, enquanto ainda tivermos mais que aguentar, dias melhores voltarão: estaremos com nossos amigos novamente; estaremos com nossas famílias novamente; nos encontraremos novamente”.

Em um sinal de agradecimento, a rainha lembrou que quem está permanecendo dentro de casa está "ajudando a proteger os vulneráveis e poupando muitas famílias da dor já sentida por aqueles que perderam entes queridos". "Juntos, estamos enfrentando essa doença e quero garantir que, se permanecermos unidos e resolutos, vamos superá-la", acrescentou.

A mensagem foi filmada apenas por um operador de câmera, que utilizava equipamentos de proteção. O restante da equipe técnica ficou isolada em outra sala e não pode ter contato com a monarca inglesa.

Ela também agradeceu aos trabalhadores que não puderam parar durante a pandemia, afirmando que "toda hora" de trabalho "nos aproxima de um retorno a tempos mais normais". Elizabeth lembrou que "embora já tenhamos enfrentado desafios antes, este é diferente", disse a rainha.

>> Manifestação em Brasília pede reabertura do comércio

"Desta vez, nos unimos a todas as nações do mundo em um esforço comum, usando os grandes avanços da ciência e nossa compaixão instintiva para curar. Teremos sucesso”

O distanciamento social fez a rainha lembrar da experiência que as crianças evacuadas tiveram durante a Segunda Guerra Mundial. "Agora, como então, sabemos, no fundo, que é a coisa certa a se fazer", disse ela.

Comentários

Últimas notícias