EXPLOSÕES

Políticos e descendentes de libaneses no Brasil prestam solidariedade ao Líbano após explosões em Beirute

Fernando Haddad, João Doria e Jandira Feghali se manifestaram pelo Twitter

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 04/08/2020 às 19:48
Notícia

STR / AFP
A explosão aconteceu nesta terça-feira (4), na região portuária de Beirute. - FOTO: STR / AFP
Leitura:

Após duas explosões devastarem parte da cidade de Beirute, no Líbano, nesta terça-feira (4), deixando rastros de destruição e morte na capital libanesa, políticos brasileiros e descendentes de libaneses prestaram solidariedade nas redes sociais. Segundo dados da Agência Senado, o Brasil tem cerca de 10 milhões de libaneses e descendentes em seu território. 

>> Forte explosão atinge Beirute, no Líbano, em área próxima ao porto

>> Veja as imagens impressionantes da explosão no Líbano

>> Explosões no Líbano podem ter sido causadas por "explosivos confiscados", segundo autoridade de segurança

>> Explosões em Beirute, no Líbano, deixam dezenas de mortos e milhares de feridos

>> Militares brasileiros estão bem após grande explosão em Beirute, diz Marinha

O candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) nas últimas eleições presidenciais, Fernando Haddad, filho de libaneses, fez um post em sua conta no Twitter afirmando que "Um povo magnífico que não merece tanto sofrimento, num momento já difícil". 

O governador de São Paulo, João Doria (PSBD) também se manifestou pelo Twitter, prestando solidariedade à população de Beirute e à comunidade libanesa de São Paulo e do Brasil.  

Filha de pai descendente de libaneses, a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) fez uma sequência de posts sobre o ocorrido em Beirute e afirmou estar buscando mais informações com o consulado. 

As explosões

Um provável incêndio atingiu uma grande carga de fogos guardada há anos em um armazém na região portuária de Beirute, causando duas grandes explosões. Segundo um balanço provisório informado pelo porta-voz do ministério da Saúde libanês, Reda Moussaoui, até o momento a tragédia deixou 73 mortos e 3.700 feridos.

>> Veja com ficou a cidade de Beirute após explosão impressionante no Líbano

As explosões sacudiram os edifícios vizinhos e fizeram com que vidros se quebrassem a vários quilômetros de distância. Segundo testemunhas, as deflagrações foram ouvidas até mesmo na cidade costeira de Larnaca, no Chipre, a mais de 200 km da costa libanesa.

 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias