CIÊNCIA

Remédio de esclerose múltipla pode ser eficaz contra a covid-19, diz estudo

Os resultados mostraram que 79% das pessoas medicadas com o Interferon tiveram menos chances de morte ou de ter danos graves em consequência do novo coronavírus

JC
JC
Publicado em 13/11/2020 às 13:46
Notícia
AGENCIA BRASIL/ARQUIVO
Medida foi anunciada nesta quarta (31) - FOTO: AGENCIA BRASIL/ARQUIVO
Leitura:

Um estudo publicado na revista de medicina The Lancet aponta que o medicamento Interferon beta-1a, utilizado para tratar esclerose múltipla, pode contribuir no tratamento da covid-19. Segundo a pesquisa, uma versão adaptada do remédio teve efeito positivo nos voluntários. As informações são da CNN.

Por 15 dias, 50 pessoas receberam placebo e outras 48 receberam o remédio.No grupo de placebo, cinco (10%) pacientes foram submetidos a intubação ou morreram, contra três (6%) no grupo que tomou o medicamento. A conclusão foi que não houve diferença significativa entre os grupos de tratamento nas chances de intubação ou no tempo de intubação ou morte.

No entanto, os resultados mostraram que 79% das pessoas medicadas com o Interferon tiveram menos chances de morte ou de ter danos graves em consequência do novo coronavírus. Além disso, os especialistas apontaram que estes pacientes tiveram até três vezes mais chances de recuperação.

Resumo dos eventos adversos emergentes do tratamento

Qualquer evento adverso emergente do tratamento

Placebo: 30 (60%)

Interferon beta-1a: 26 (54%)

Qualquer evento adverso emergente do tratamento durante o período de tratamento

Placebo: 25 (50%)

Interferon beta-1a: 23 (48%)

Qualquer evento adverso sério emergente do tratamento

Placebo: 14 (28%)

Interferon beta-1a: 7 (15%)

Qualquer evento adverso emergente do tratamento relacionado ao tratamento

Placebo: 2 (4%)

Interferon beta-1a: 7 (15%)

Qualquer evento adverso fatal emergente do tratamento

Placebo: 3 (6%)

Interferon beta-1a: 0

Qualquer evento adverso emergente do tratamento que levou à retirada do estudo

Placebo: 3 (6%)

Interferon beta-1a: 0

Interferon beta-1a

Tradicionalmente utilizado para diminuir a inflamação dos nervos e danos no sistema imunológico provocados pela esclerose múltipla, a versão adaptada foi desenvolvida por uma empresa de biotecnologia britânica.

 

Comentários

Últimas notícias