ARGENTINA

Após morte de Maradona, presidente argentino decreta luto de três dias no país

Nas redes sociais, Fernández lamentou a morte do ex-jogador

JC
JC
Publicado em 25/11/2020 às 14:43
Notícia

Reprodução/Twitter
"Você nos fez imensamente felizes", afirmou Fernandéz - FOTO: Reprodução/Twitter
Leitura:

O presidente argentino Alberto Fernández decretou três dias de luto no país depois de receber a confirmação da morte do ex-jogador Diego Armando Maradona, nesta quarta-feira (25).

Através do twitter, Fernández lamentou a morte de Maradona. O presidente postou que "Você nos levou ao mais alto do mundo. Você nos fez imensamente felizes. Você foi o maior de todos. Obrigada por ter existido, Diego. Vamos sentir sua falta o resto da vida".



A morte do craque também foi lamentada pela ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchner. Ela usou as redes sociais pra falar que "Muita tristeza ... Muita. Se foi um grande. Adeus Diego, nós te amamos muito. Grande abraço aos seus parentes e entes queridos."

Maradona tinha 60 anos de idade e não resistiu a uma parada cardiorrespiratória. O ex-jogador argentino estava em casa desde o último dia 11, quando recebeu alta após realizar uma cirurgia no cérebro para tratar um hematoma. O astro argentino estava realizando tratamento de reabilitação em sua casa, com o objetivo de combater a dependência do álcool. 


 

Comentários

Últimas notícias