restrições

Argentina proíbe entrada de brasileiros e outros turistas até dia 8 de janeiro

Além disso, a Argentina também impôs novos requisitos para a entrada de argentinos e estrangeiros residentes no país, que precisarão apresentar o exame PCR negativo, além de permanecer sete dias em isolamento

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 26/12/2020 às 12:51
Notícia

JUAN MABROMATA/AFP
Previsão é de que população da Argentina comece a receber o imunizante contra a covid ainda neste ano - FOTO: JUAN MABROMATA/AFP
Leitura:
Diante do crescente número de casos de infecção da Covid-19 no Brasil, a Argentina decidiu vetar a entrada de turistas brasileiros no país até, pelo menos, 8 de janeiro. Caso os números continuem crescendo por aqui, a medida poderá ser prorrogada por mais um período. A medida também abrangeu países como Uruguai, Chile, Bolívia e Paraguai.
De acordo com o jornal argentino Lá Nación, com a nova regra, até o início de janeiro está suspenso o teste-piloto que autorizava a entrada de turistas estrangeiros de países vizinhos, entre eles o Brasil, pelos aeroportos de Ezeiza, San Fernando e Buquebus, em Buenos Aires.
Além disso, a Argentina também impôs novos requisitos para a entrada de argentinos e estrangeiros residentes no país, que precisarão apresentar o exame PCR negativo, além de permanecer sete dias em isolamento.

Argentina recebe primeiro lote de doses da vacina russa Sputnik V

A Argentina recebeu seu primeiro lote de 300 mil doses da vacina contra a covid-19 Sputnik V, elaborada pelo Centro de Epidemiologia e Microbiologia Nikolai Gamaleya, na Rússia. Com o a primeira leva do imunizante, o país deve iniciar em breve seu plano de vacinação. O acordo assinado pelo governo argentino prevê o fornecimento de 25 milhões de doses.
A Sputnik V foi aprovada "em caráter de emergência" pelo Ministério da Saúde argentino na quarta-feira, 23. É a primeira autorização que o imunizante russo recebe na América Latina, informou um comunicado do Fundo de Investimento Direto da Rússia, que participou do financiamento do desenvolvimento da vacina.

Últimas notícias