Imunização

Pernambucano toma segunda dose da vacina contra a covid-19 em Israel: "Me sinto muito feliz e tranquilo"

Engenheiro mecânico recebeu imunizante da Pfizer e agora terá acesso a benefícios na hora de viajar

Ana Maria Miranda
Ana Maria Miranda
Publicado em 17/01/2021 às 11:19
Notícia

Arquivo pessoal
Engenheiro mecânico pernambucano Mário Roberto Melo, 60, mora na cidade de Nahariya, no norte de Israel - FOTO: Arquivo pessoal
Leitura:

Enquanto cresce a ansiedade pelo início da vacinação contra a covid-19 no Brasil, um pernambucano já comemora o fato de estar imunizado. Trata-se do engenheiro mecânico de usinagem Mário Roberto Melo, 60 anos, que mora em Israel há 30 anos e tomou neste domingo (17) a segunda dose da tão aguardada vacina, se tornando o primeiro do Estado a garantir a imunização. A segunda dose - da vacina da Pfizer - foi aplicada 21 dias após a primeira.

Mário Roberto mora na cidade de Nahariya, no norte do país, que tem cerca de 80 mil habitantes. De acordo com o engenheiro - que é correspondente da Rádio Jornal em Israel - a expectativa do país é vacinar 4 milhões de pessoas com a vacina da Pfizer e outras 5 milhões com o imunizante da Moderna. A meta do governo israelense é vacinar 100% da população, dos quais cerca de 20% foram imunizados.

O engenheiro, que atua na indústria aeroespacial, assegura que não sentiu nenhum efeito colateral da vacina. Ele avalia que a desconfiança da população praticamente desapareceu. O próprio Mário chegou a ficar receoso no início, mas depois foi convencido de que se imunizar era a melhor opção. "Isso é um grande trunfo para Netanyahu (primeiro-ministro de Israel) se submeter nas próximas eleições daqui a dois meses. Ele realmente correu antes de todos e conseguiu esse feito inédito de trazer a vacina para 100% da população, incluindo árabes e judeus", declarou ao JC.

Vacinado, Mário Roberto terá alguns benefícios de circulação, principalmente entre outros países do mundo. "Eu particularmente me sinto muito feliz, tranquilo, e principalmente otimista para o futuro no mundo. Na próxima semana, já vou receber o Passaporte Verde, que me dará direito de viajar para qualquer parte do mundo sem confinamento necessário na ida ou na volta. Também não será necessário, ao chegar no país de destino, apresentar ou fazer exame de coronavírus".

No Brasil, a campanha de vacinação ainda não começou, mas o pernambucano espera que isto ocorra em breve. "Desejo veementemente que todo brasileiro tenha esse direito de se vacinar o mais breve possível, para evitar mais mortes, mais desemprego e mais infelicidade familiar, principalmente quando a gente perde um ente querido", destacou.

Covid-19 em Israel

Com mais de 540 mil casos e quase 4 mil mortos, Israel está atualmente no terceiro lockdown de abrangência nacional, com previsão para encerrar na próxima quinta-feira (21).

Comentários

Últimas notícias