Tragédia

Nos 20 anos do 11 de setembro, veja uma lista de filmes, séries e livros para entender melhor os ataques

Há vinte anos, uma série de ataques terroristas nos Estados Unidos marcaria para sempre o dia 11 de setembro

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 10/09/2021 às 18:09
Notícia
SETH MCALLISTER / AFP
Aeronaves comerciais foram sequestradas para o ataque - FOTO: SETH MCALLISTER / AFP
Leitura:

Há vinte anos, uma série de ataques terroristas nos Estados Unidos marcaria para sempre o dia 11 de setembro na memória de milhões de pessoas em todo o planeta. Naquela data, em 2001, terroristas sequestraram e tomaram o controle de quatro aviões de passageiros. Um deles foi atirado contra o Pentágono, em Washington. Outro caiu em um campo aberto na Pensilvânia. Os dois últimos aviões protagonizaram cenas tão assustadoras quanto impressionantes, ao serem lançados contra as duas torres gêmeas do World Trade Center, em Nova Iorque. 

A Rádio Jornal, inclusive, debateu o impacto do 11 de setembro nos Estados Unidos com especialistas nesta sexta-feira (10). Confira:

O ataque, que deixou quase 3 mil mortos, acabou inspirando autores e cineastas que apostaram em diferentes abordagens para retratar o episódio, tanto em livros como séries, filmes e documentários. Confira abaixo algumas obras que tratam do assunto.

O Dia que Mudou o Mundo

Antes de ser o terrorista no controle de um dos aviões sequestrados pela Al-Qaeda, Saed (Roger Azar) era o amor da vida de Asli (Canan Kir). O relacionamento era conturbado – a jovem tinha de escondê-lo da mãe, que não aceitava um genro de outra religião. Mas, quando o casal se muda para a Alemanha para começar a vida a dois, parecia que o futuro era promissor. Sempre cúmplices, eles começam a divergir: Saed se torna cada vez mais radical, enquanto Asli se vê forçada a esconder os segredos do marido. Exibido no Festival de Berlim de 2021, o longa da diretora Anne Zohra Berrached, inspirado em uma história real, vê o 11 de Setembro por um ângulo pouco explorado, enquanto reflete sobre o amor em um ambiente envenenado pelo radicalismo. Disponível no NOW.

Worth

O filme da Netflix conta a história do conciliador Kenneth Feinberg (Michael Keaton), encarregado de desenvolver e administrar o Fundo de Indenização das Vitimas do 11 de Setembro.

Tão Forte e Tão Perto

Dosponível no NOW e na HBO Max, o filme conta a história de Oskar Schell (Thomas Horn) um jovem garoto que precisa lidar com a perda do pai, Thomas (Tom Hanks), morto durante os atentados de 11 de setembro. Após um ano da tragédia, Schell descobre um envelope misterioso com o nome Black e uma chave após vasculhar o guarda-roupa do pai. O garoto, levado pela certeza de que os itens são enigmas, inicia uma busca por toda Nova York para desvendar o mistério. A trama é baseada no livro Extremamente Alto & Incrivelmente Perto, de 2005, escrito por Jonathan Safran Foer, e traz para as telas um drama de caráter mais humano. Indicado ao Oscar de Melhor Filme em 2012, Tão Forte e Tão Perto dá destaque para a jornada de Schell e extrapola as emoções para além do sentimento de perda.

NYC Epicenters: 9/11 ? 2021 ½

A série documental dirigida por Spike Lee traz depoimentos de diversas pessoas e aborda, além dos atentados, a pandemia de covid-19. O jornal New York Times noticiou que ele incluiu teóricos de conspiração no filme e os retirou da edição final devido à revolta que isso causou.

Ponto de Viragem: O 11 de Setembro e a Guerra contra o Terrorismo

A minissérie retrata o antes e o depois do 11 de setembro, por meio de relatos de sobreviventes e entrevistas com oficiais dos EUA, antigos membros da CIA, veteranos militares norte-americanos e comandantes talibãs.

11 de setembro: O Resgate

Cinco pessoas ficam presas em um elevador do World Trade Center no dia 11 de setembro de 2001. Elas trabalham juntas, nunca perdendo a esperança, para tentar escapar antes que o impensável ocorra.

Onde Você Estava em 11 de Setembro?

O documentário relembra o ataque com relatos de jornalistas que estiveram no World Trade Center no dia em que os aviões atingiram os prédios. O longa também conversa com profissionais que, mesmo distantes, acompanharam os acontecimentos e também foram atingidos, de alguma maneira, pelo terrorismo. Será transmitido na TV Cultura, neste sábado (11), às 20h15.

O Dia da Boa Notícia

O curta-metragem conta a história da campanha do portal IG, que decidiu no dia 11 de setembro de 2001 apenas publicar notícias boas durante 24 horas. O site, que era um dos mais acessados no Brasil na época, viu sua campanha desmoronar com o ataque às Torres Gêmeas logo pela manhã. A história é contada por pessoas que participaram do dia no portal. Será transmitido na TV Cultura, no sábado (11), às 22h45.

Fahrenheit, 11 de Setembro

O documentário de Michael Moore, de 2004, resgata aquele momento em que o então presidente George W. Bush recebe o anúncio do ataque. Ele visita um jardim de infância na Flórida. Lê um livro infantil, fica com cara de pasmo, sem reação. O filme mostra como Bush fechou aeroportos, mas facilitou a vida de seus amigos sauditas. Num encontro prévio à intervenção no Afeganistão e no Iraque, assessores prometem - a destruição dos países será benéfica para todos. A reconstrução trará muito dinheiro para os investidores.

11 de Setembro

O filme  é realizado em episódios, cada um com nove minutos e 11 segundos de duração, contando como o ataque ao World Trader Center foi visto em diferentes latitudes. Ken Loach e Denis Tanovic fizeram os filmes mais explosivos, comparando o 11 de Setembro dos norte-americanos com o bombardeio de La Moneda, com apoio dos EUA, que acabou com o governo da Unidade Popular do presidente Salvador Allende, no Chile, e o massacre de Srebrnica, na Guerra da Bósnia. A iraniana Samira Makhmalbaf retrata o episódio de dentro de uma sala de aula, com a professora tentando explicar o que se passou a crianças pequenas.

11/09 – A Vida Sob Ataque

A tragédia dos atentados terroristas de 11 de setembro é amplamente conhecida e já foi explorada sob as mais variadas perspectivas no cinema e na televisão. É uma perspectiva única e perturbadora, contudo, a que se vê aqui. No dia dos ataques, muitas pessoas que estavam pelos arredores do World Trade Center fizeram filmagens com suas próprias câmeras. O novo documentário da rede britânica BBC mostra algumas dessas gravações que até hoje não haviam sido vistas por ninguém. A narrativa é construída através de histórias do atentado nunca antes relevadas, pelas lentes daqueles que vivenciaram os ataques.

As Torres Gêmeas

No seu longa de ficção, de 2006, Oliver Stone conta as história de dois agentes da Autoridade Portuária, Nicolas Cage e Michael Peña, que ficam presos nos escombros do World Trade Center depois de orientar a saída de centenas de pessoas em pânico.

Voo United 93

O longa semidocumerntário de Paul Greengrass, de 2006, reconstitui um dos momentos trágicos daquele 11 de Setembro. Terroristas controlam o voo United 93 e os próprios passageiros se mobilizam para derrubar a aeronave, abortando mais um ataque a instalações dos EUA.

A Hora Mais Escura

Kathryn Bigelow fez história como primeira mulher a ganhar o Oscar de direção por Guerra ao Terror, de 2010. Na sequência, em 2012, emendou essa ficção sobre a caçada a Osama Bin Laden. Como ele foi encontrado e morto durante a filmagem, a produção teve de ser reformulada em pleno andamento.

O Terminal

A história do estrangeiro que fica preso dentro de um aeroporto no auge da tensão provocada pelo 11 de Setembro. Os protocolos de segurança ficaram mais rígidos, mas ele colhe uma onda de simpatia, apesar da dureza do oficial da imigração.

Livros

O Vento Mudou de Direção

A jornalista Simone Duarte volta seu olhar para as consequências do atentado na vida de sete pessoas de outras partes do mundo, onde o 11 de Setembro nunca terminou. Dentre os personagens, cujas memórias constituem o livro, estão Ahmer, menino-bomba treinado pelo Talibã paquistanês. Há também Baker Atyani, jornalista para quem Osama Bin Laden anunciou que estava planejando um ataque contra os Estados Unidos. (Editora Fósforo).

O Único Avião no Céu

O exemplar lançado em 2021 reconstitui os fatos daquele dia sob nova perspectiva. Ele passou três anos coletando histórias de sobreviventes do 11 de setembro. Com mais de 500 relatos, escreveu o livro, uma cuidadosa organização das falas destas pessoas em ordem cronológica, permitindo um inédito detalhamento do terror que tomou conta dos Estados Unidos àquele dia. (Editora Todavia).

102 Minutos, de Jim Dwyer e Kevin Flynn

O livro traz a recomposição dos fatos ocorridos em 11 de setembro de 2001 feita por dois jornalistas veteranos do jornal New York Times, entre o momento que o primeiro avião atingiu o prédio até a queda da segunda torre (por isso o nome 102 Minutos). As fontes são entrevistas, e-mails, gravações de secretárias eletrônicas, departamento de polícia e pedidos de socorro. (Zahar)

O Fundamentalista Relutante, de Mohsin Hamid

Em um café em Lahore, um paquistanês conta sua vida para um turista norte-americano, incluindo como os atentados de 2001 o levaram a abandonar os Estados Unidos e a vida profissional e materialmente rica que levava lá. Estruturado como um longo monólogo, onde o interlocutor é uma sombra muda e o gesto derradeiro - violento ou não - é deixado em aberto. (Alfaguara; tradução de Vera Ribeiro)

Cidade Pequena, de Lawrence Block

O autor policial, criador de personagens inesquecíveis como Matt Scudder, faz de Cidade Pequena um ousado painel sobre Nova York pós-11/09. Entre seus vários personagens, há o sujeito que, após perder a família nos atentados, entrega-se a uma espécie de vingança contra a própria cidade, assassinando seus concidadãos. (Companhia das Letras; tradução de Anna Viana)

Os Filhos do Imperador, de Claire Messud

Parafraseando Philip Roth, "nada cumpre o que prometeu" nas vidas dos personagens de Messud. Os três protagonistas têm trinta e poucos anos, são privilegiados, egressos de boas escolas, mas vivem em desassossego. Assim, é como se a tragédia externa tornasse palpável o caráter cindido daquela geração - expresso desde a estrutura textual repleta de interpolações. (Nova Fronteira)

Comentários

Últimas notícias