Opinião

O STF e o bolsonarismo

"O presidente Bolsonaro quando está em perigo, abandona o bolsonarismo e volta a dialogar, a respeitar a democracia. Por diversas vezes ele fez isto". Leia o artigo completo de Adriano Oliveira

ADRIANO OLIVEIRA
ADRIANO OLIVEIRA
Publicado em 21/02/2021 às 6:15
Artigo

Leitura:

A prisão do deputado federal Daniel Silveira foi ato preventivo por parte do STF. O bolsonarismo opta por atacar as instituições e criar narrativas falsas para conquistar o poder e mantê-lo. O bolsonarismo confunde liberdade de expressão com perturbação da ordem democrática. Utiliza da democracia para divulgar as suas ideias, mas, ao mesmo tempo, a condena. O bolsonarismo não tem líder permanente e é contraditório.

Por várias vezes, no exercício do poder, o presidente Jair Bolsonaro incentivou o ataque às instituições. Provocou os governadores. Causou tumulto na ordem estabelecida. Porém, no Brasil existem instituições plásticas, as quais não são adequadamente compreendidas.

As instituições brasileiras aceitam pressão. Mas elas têm um modo peculiar de se comportar. Em dado momento, elas reagem e não aceitam a ruptura com a ordem estabelecida. Podem aceitar alguma mudança. A Lava Jato acreditou que "podia tudo". E foi freada tardiamente pelas instituições. O presidente Bolsonaro acreditou que "poderia tudo", mas foi freado pelas instituições.

O Centrão é uma instituição informal formado por vários partidos que também controla/freia os atos do presidente Bolsonaro. O Centrão aguenta pressão. Ataques - Lembro bem dos ataques do General Heleno ao Centrão. Mas chega um momento em que ele reage para o bem do bom funcionamento das instituições e da sociedade.

O presidente Bolsonaro quando está em perigo, abandona o bolsonarismo e volta a dialogar, a respeitar a democracia. Por diversas vezes ele fez isto. Jair Bolsonaro abandonou Sara Winter e Daniel Silveira. Eles acreditaram que o presidente Bolsonaro iria defendê-los perante o STF.

O bolsonarismo é contraditório. Ele é produto da democracia, das contradições da sociedade e da liberdade de imprensa. Mas ele alimenta atos contra as instituições, as quais garantem a democracia. O bolsonarismo tem o direito de discordar e criticar as instituições. Mas não pode, de modo algum, descredenciá-las ou solicitar intervenção militar.

O bolsonarismo, assim como qualquer manifestação, atores e instituições, precisa de freios. E o STF freou o bolsonarismo através da prisão de Daniel Silveira. O presidente da República abandonou Silveira, pois sabe que para a política ele é indigesto e que não vale a pena enfrentar o STF. Que bom!

Adriano Oliveira, doutor em Ciência Política e professor do Departamento de Ciência Política da UFPE

 *Os artigos são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião do JC

Comentários

Últimas notícias