Saúde

Mais de 500 mil alunos de escolas públicas de Pernambuco recebem orientações sobre o coronavírus até sexta (13)

Desde 25 de fevereiro, em Pernambuco, foram 27 casos suspeitos averiguados. Entre eles, 18 foram descartados e nove continuam sob averiguação

Mayra Cavalcanti
Mayra Cavalcanti
Publicado em 09/03/2020 às 13:04
Notícia
FELIPE RIBEIRO
Ações foram apresentadas nesta segunda-feira (9) - FELIPE RIBEIRO
Leitura:

Focar na prevenção e evitar a propagação de informações falsas sobre o novo coronavírus. Na manhã desta segunda-feira (9), com este objetivo, profissionais da área da educação participaram de uma palestra, ministrada pelo secretário estadual de Saúde de Pernambuco, André Longo, com os dados mais atualizados sobre a Covid-19. O evento ocorreu na Secretaria Estadual de Educação (SEE), no bairro da Várzea, Zona Oeste do Recife. A ideia é que, até a próxima sexta-feira (13), as informações sejam repassadas para 1.060 escolas da rede estadual, onde mais de 500 mil adolescentes estudam.

Durante o evento, foram apresentadas atualizações sobre a doença no Brasil e no mundo, além dos protocolos adotados pelo Ministério da Saúde. André Longo demonstrou o método correto de higienização das mãos, com foco nos espaços entre os dedos, nos punhos e nas pontas dos dedos e unhas, como importante forma de prevenção. Também foi reservado um momento para falar sobre sintomas da doença causada pelo coronavírus, a Covid-19, definição de casos suspeitos e a importância da limpeza com álcool a 70% dos objetos de uso pessoal e de manipulação rotineira, como celulares.

O secretário deu esclarecimentos sobre notícias falsas que vêm circulando em redes sociais, como a de que o álcool em gel poderia afetar o resultado do bafômetro. "Não há nenhum respaldo técnico que pessoas assintomáticas tenham restrição em relação à escola. São essas e outras questões que a gente veio abordar aqui junto aos gestores, para que informações de qualidade possam chegar às 1.060 escolas da rede estadual. Mais de 500 mil alunos vão poder ter acesso à informação de qualidade, que é o que a gente está querendo capilarizar, multiplicar, para que possa chegar aos lares", conta André Longo.

Participaram da capacitação, gestores e coordenadores das 16 Gerências Regionais de Educação. Entre as orientações estão evitar tossir ou espirrar nas mãos, dando preferência ao uso da parte interna do braço e lembrar sempre de lavar as mãos após contato com maçanetas ou depois de utilizar o transporte público. "O momento é de vigilância. Estamos com todas as nossas equipes trabalhando para que possamos identificar casos suspeitos o mais rápido possível, fazer a testagem e manter o isolamento. Quanto mais a gente puder retardar a chegada do vírus, melhor", acrescenta Longo.

De acordo com o secretário executivo de Educação de Pernambuco, Severino Andrade, serão feitas atividades nas escolas, envolvendo palestras, debates, oficinas, rodas de conversa e exposições. "Estão previstas, inicialmente, atividades todos os dias desta semana em todas as nossa escolas. Haverá um dia em que a escola reservará um momento para discutir com os estudantes, para passar as informações que foram orientadas pela SES, tirar dúvidas e desmentir algumas fake news", explica.

O gerente regional de educação da GRE de Caruaru, Flávio Carlos, foi um dos gestores que participou da capacitação nesta segunda. Para ele, as informações serão importantes para as 63 escolas que fazem parte de sua GRE. "Os alunos estão muito curiosos. Fazem perguntas aos professores, então, é um movimento o tempo todo, até porque eles escutam o tempo todo, leem. Como têm um contato muito próximo com a tecnologia, eles escutam informações que não são verdades. É muito importante essa conscientização neste momento", relata.

Neuza Pontes, gerente da GRE Recife Norte, também ressalta a relevância das atividades para os cerca de 50 mil alunos que frequentam as 75 instituições de sua GRE. "São ações educativas e pedagógicas voltadas para o esclarecimento junto aos estudantes. Especificamente na nossa regional, que atende as escolas da área Norte do Recife, vamos fazer o dia D de conscientização e de prevenção ao coronavírus, que será na quinta-feira (12). As escolas vão desenvolver atividades como palestras, seminários, gincanas, atividades lúdicas para fazer chegar informação aos estudantes e suas famílias", comenta Neuza.

Casos do Covid-19 em Pernambuco

Segundo a SES, desde o dia 25 de fevereiro, quando os primeiros quadros começaram a ser notificados, até este domingo (8), 27 casos suspeitos foram averiguados. Entre eles, 18 já foram descartados e nove continuam sob averiguação. Os pacientes que estão sendo observados têm histórico de passagem pela França, Inglaterra, Itália, Espanha, Alemanha, Suíça, Holanda e EUA.

Pernambuco ainda não registrou casos da doença. Os casos notificados foram acolhidos em serviços privados do Recife e Olinda e no Hospital Oswaldo Cruz (Huoc). Um caso não chegou a dar entrada em nenhum serviço e a coleta do material laboratorial foi feita na residência do paciente por uma equipe do município.

Kits de diagnóstico do coronavírus são enviados a Pernambuco

Os kits de diagnóstico da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para o novo coronavírus foram enviados a Pernambuco e começarão a ser aplicados cerca de dez dias após sua chegada. A expectativa é reduzir o tempo do detecção do vírus de 72h para menos de 24h, estima a secretaria Estadual de Saúde. Hoje, as amostras colhidas são levadas de avião para o Instituto Evandro Chagas no Pará, o que resulta na demora da análise. As informações foram divulgadas pela pasta na manhã desta segunda-feira (9).

>> Pernambuco investiga nove casos suspeitos de coronavírus

 De acordo com o secretário André Longo, o prazo de dez dias é para a capacitação dos profissionais. “Nossa expectativa é que os treinamentos comecem esta semana, a partir da chegada dos testes”, afirmou. “A partir do momento que a gente esteja qualificado, treinado pela Fiocruz, pelo Instituto Evandro Chagas, há uma certificação deles e a gente vai fazer o exame aqui sem precisar de contraprova.”

>> Brasil confirma mais 6 casos de coronavírus; total de 25 pacientes

Pernambuco é um dos quatorze estados e Distrito Federal a receber os kits produzidos pela Fiocruz. Até o momento, somente a Fundação e laboratórios de São Paulo, Pará e Goiás realizam o teste que detecta o vírus.

A Fiocruz iniciou na terça-feira passada (3) a produzir os protótipos dos kits, desenvolvidos pelos institutos de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) e de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) sob demanda do Ministério da Saúde. Cada um contém insumos para realizar 30 mil testes para o coronavírus. Segundo a instituição, a capacidade de produção é de aproximadamente 20 mil testes por semana.

FOTO: AFP
O novo coronavírus já afetou milhares de pessoas - FOTO: AFP

Comentários

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias