AMPLIAÇÃO DE LEITOS

Maternidade em Olinda terá 120 leitos para atendimento de pacientes com coronavírus

O governo de Pernambuco firmou uma parceria com a prefeitura de Olinda para contar com a estrutura da Maternidade Brites de Albuquerque

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 10/04/2020 às 15:46
Notícia
Foto: Hélia Scheppa / JC Imagem
O Estado tinha repassado o valor de R$ 5,6 milhões à OSS Hospital Tricentenário para investimentos no hospital de campanha Maternidade Brites de Albuquerque, em Olinda. - FOTO: Foto: Hélia Scheppa / JC Imagem
Leitura:

A Maternidade Brites de Albuquerque será utilizada como apoio das unidades centro de referência no tratamento do novo novo coronavírus em Pernambuco. A Secretaria Estadual de Saúde e a Prefeitura de Olinda firmaram uma parceria para garantir atendimento exclusivo para a população. Ao todo, o serviço vai contar com 120 vagas, sendo 40 de Unidade de Terapia Intensiva - UTI.

Localizada na PE-15, no bairro da Cidade Tabajara, em Olinda, o equipamento já conta com os primeiros 10 primeiros leitos de enfermaria da unidade e 10 UTIs. A inclusão da maternidade para tratar pacientes da covid-19 faz parte do plano de expansão dos leitos para esta finalidade.

Hospital Nossa Senhora das Graças, no Recife

O Estado também fez a requisição administrativa do Hospital Nossa Senhora das Graças (Alfa), unidade privada localizada em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, desativada desde 2018. O local será um dos centros de referência para o tratamento e já passa por reformas para atuar exclusivamente no atendimento de pacientes infectados pelo novo coronavírus. Na unidade serão disponibilizados 230 leitos, sendo 100 de UTI. A previsão é de que os primeiros leitos sejam abertos ainda neste mês.

Nos últimos dias, o Governo de Pernambuco abriu 353 leitos para o tratamento da doença, sendo 133 UTIs e 220 de enfermaria.

Comentários

Últimas notícias