COMPRA

Coronavírus: Pernambuco adquire 50 ventiladores pulmonares por R$ 1,6 milhão

A Anvisa informou a flexibilização de normas para estimular o aumento da fabricação de equipamentos médicos para o tratamento de pacientes com covid-19.

JC
JC
Publicado em 14/04/2020 às 9:40
Notícia
LEO MOTTA/ACERVO JC IMAGEM
"Nós não recolhemos, pelo contrário, nós distribuímos nas unidades. O Ministério da Saúde que não entregou medicação suficiente para fazer em casos leves", disse André Longo sobre o uso da cloroquina - FOTO: LEO MOTTA/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Diante da pandemia do novo coronavírus, o Governo de Pernambuco adquiriu, via dispensa de licitação, 50 ventiladores pulmonares para atender as necessidades da Secretaria de Saúde estadual. A empresa contratada foi a Air Liquide Brasil LTDA, num valor de R$ 1.649.850,00. A ratificação da compra foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (14).

Quando o assunto é o novo coronavírus, um dos aparelhos mais mencionados é o ventilador mecânico, que auxilia os pulmões do paciente a inspirar e expirar e diante da grande procura, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou, na última semana, que vem implementando ações para ampliar a capacidade produtiva de equipamentos essenciais ao enfrentamento da covid-19. As medidas incluem a publicação da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 356/2020, que flexibiliza, simplifica e agiliza processos de regularização sanitária de equipamentos médicos.

>> Paudalho vai distribuir 120 mil máscaras de tecido para a população

>> Coronavírus: Recife é uma das 12 capitais em emergência por casos acima da média nacional

"Em alguns casos, principalmente entre idosos ou pessoas com o sistema de defesa comprometido, à medida em que o novo coronavírus ataca os pulmões a doença pode levar a problemas respiratórios, pneumonia e falência de múltiplos órgãos. Considerando o aumento global e excepcional da demanda por ventiladores por causa da pandemia, é necessário ampliar a oferta desses produtos. A preocupação com uma possível insuficiência ou desabastecimento de ventiladores surge por conta do impacto decorrente disso, que é a morte de pacientes que precisem de ajuda artificial para respirar por ausência de suprimento de oxigênio. Por isso, neste cenário, excepcionalidades regulatórias são positivas", diz trecho de material divulgado pela Anvisa no último dia 10 de abril.

Debate

Nessa segunda-feira, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, participou de debate na Rádio Jornal com o secretário de Saúde do Recife Jailson Correia e o procurador-geral do Estado, Ernani Medicis. Eles trataram das medidas tomadas pelo Estado e pela capital o combate à covid-19; confira: 

Comentários

Últimas notícias