ASSISTÊNCIA PSICOLÓGICA

Teleatendimento com orientação psicológica de Paulista registra quase 100 consultas em 45 dias

Entre as principais queixas recebidas nos atendimentos, estão angústia, tristeza, ansiedade, pânico e depressão que se agravaram por conta da quarentena

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 12/05/2020 às 15:37
Notícia
Foto: Pixabay
Cenário de pandemia faz uma parte da população desenvolver problemas ligados à saúde mental - FOTO: Foto: Pixabay
Leitura:

Funcionando desde o dia 24 de março, o serviço de teleatendimento com orientação psicológica para a população de Paulista, na Região Metropolitana do Recife, registrou 93 atendimentos até o dia 8 de maio. O objetivo do canal é realizar acolhimento e passar orientações sobre como agir diante do cenário de pandemia do novo coronavírus. Entre as principais queixas recebidas nos atendimentos, estão angústia, tristeza, ansiedade, pânico e depressão que se agravaram por conta do isolamento e distanciamento social necessários para combater a covid-19. 

Com o isolamento social mais rígido para combater a proliferação do novo coronavírus em todo o País, as pessoas têm passado mais tempo em casa, privadas de atividades básicas como ir ao trabalho, à faculdade ou escola, fazer compras e se exercitar, por exemplo. Além disso, o confinamento e a crise causada pela pandemia causa incertezas e inseguranças. Todo este cenário faz uma parte da população desenvolver problemas ligados à saúde mental, como crises de ansiedade, estresse, irritabilidade e até depressão.

O teleatendimento para orientação psicológica se coloca à disposição de quem enfrenta cenários como este, mas não pode buscar atendimento em um consultório físico. A equipe é formada por três psicólogos que realizam o teleatendimento. Quem precisar dessa assistência, pode entrar em contato por meio dos números: 99981-0553, 99981-0911 ou 99981-0933. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Se houver necessidade de atendimento presencial, o psicólogo faz o encaminhamento do usuário para o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Teresa Noronha, em Pau Amarelo.

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu email sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias