influenza

Mesmo com fim da Campanha contra Gripe, vacinação continua em Recife, Olinda e Jaboatão

Ministério da Saúde recomendou aos municípios a liberação da vacina para todo público, além do prioritário

JC
JC
Publicado em 30/06/2020 às 15:57
Notícia
DAY SANTOS/JC IMAGEM
Recife, Olinda e Jaboatão prosseguirão com a vacinação partir desta quarta-feira (1º). - FOTO: DAY SANTOS/JC IMAGEM
Leitura:

Atualizada às 18h

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe se encerra nesta terça-feira (30) em todo País, mas os municípios que ainda possuem doses no estoque foram orientados pelo Ministério da Saúde (MS) a liberarem a imunização para todo público, além do prioritário. É o caso do Recife, de Olinda e de Jaboatão dos Guararapes, que prosseguirão com a vacinação partir desta quarta-feira (1º).

A vacina protege contra os três tipos do vírus influenza que mais circularam no hemisfério sul, seguindo determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ela não defende contra o novo coronavírus, mas ajuda os profissionais de saúde a descartarem casos de gripe comum e chegarem a um diagnóstico mais preciso. 

>> Coronavírus: ocupação de UTI em Pernambuco cai para 77%, menor taxa desde 5 de abril

>> Pernambuco registra 382 novos casos de coronavírus e 47 mortes nas últimas 24 horas

A campanha nacional foi dividida em três fases para abarcar todos os grupos prioritários. A primeira etapa, que começou em 23 de março, foi voltada para idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores de saúde.

A segunda, iniciada em 16 de abril, a membros das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais; caminhoneiros; motoristas e cobradores de transporte coletivo; trabalhadores portuários; povos indígenas; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade; e a funcionários do sistema prisional.

A terceira e última abriu em 11 de maio e contemplou pessoas com deficiência; professores de escolas públicas e privadas; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes; puérperas (pós-parto até 45 dias); e pessoas de 55 a 59 anos de idade.

Em todo Brasil, 18 milhões de pessoas do público alvo ainda não se vacinaram.

Recife

Recife optou por prolongar a campanha de vacinação, uma vez que não atingiu a meta de 90% de cobertura vacinal estipulada pelo MS.

A diretora de Assistência Básica à Saúde do Recife, Ana Sofia Costa, falou que ainda existem cerca de 150 mil doses disponíveis em mais de 130 unidades de saúde. Não há prazo para encerrar a imunização. Veja a lista de sala de vacinas.

Olinda

Olinda prorrogou a campanha até o dia 24 de julho, com prioridade a adultos de 55 a 59 anos, gestantes e puérperas. Mesmo assim, qualquer pessoa que não tiver sido vacinado e for a uma unidade de saúde que fornece a vacina será imunizada.

A orientação é portar a caderneta de vacinação, mas se não tiver o documento receberá a dose da mesma forma.

Até esta terça, foram vacinados 80.228 olindenses.

Jaboatão dos Guararapes

Jaboatão não vai estender a campanha, porém seguirá com a imunização enquanto durar o estoque.

Até o fim da tarde desta terça, 145.050 doses haviam sido aplicadas. O contingente representa 90,27% da população estimada do município, que é de 160.691 habitantes.

O município ainda não alcançou a meta de vacinação de crianças. O percentual imunizado foi de 41,33%. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias