boletim

Pernambuco registra 382 novos casos de coronavírus e 47 mortes nas últimas 24 horas

Dos casos confirmados nesta terça, 142 (37%) foram diagnosticados como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 240 (63%) como leves

Bruna Oliveira Cinthya Leite
Bruna Oliveira
Cinthya Leite
Publicado em 30/06/2020 às 12:10
Notícia
JUAN MABROMATA/AFP
Pernambuco tem mais de 58 mil casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, desde o início da pandemia - FOTO: JUAN MABROMATA/AFP
Leitura:

Com o mês de junho tendo indicadores que sustentam a tendência de arrefecimento da curva epidêmica da covid-19 em Pernambuco, O Estado confirmou, nesta terça-feira (30), 382 novos casos de coronavírus. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) também foram confirmadas 47 mortes que ocorreram desde o dia 3 de maio. Agora, Pernambuco totaliza 58.858 casos de pessoas que foram infectadas pelo vírus, desde o início da pandemia, com 4.829 mortes.

Dos casos confirmados nesta terça, 142 (37%) foram diagnosticados como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 240 (63%) como leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Já com relação ao número total de casos, 19.496 foram considerados graves e 39.362 leves.

Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

» Fiocruz realizará inquérito sorológico da covid-19

» Coronavírus: Pernambuco supera marca de 40 mil pacientes recuperados

» Medicamento para leucemia tem potencial para tratar câncer cerebral infantil agressivo

Indicadores de junho sustentam queda da curva da covid-19

O mês de junho, o primeiro após a quarentena mais rigorosa vivenciada por Pernambuco na segunda quinzena de maio, termina nesta terça-feira com indicadores que têm sustentado a tendência de arrefecimento da curva epidêmica da covid-19 no Estado. Nesse mês, 23.958 delas tiveram diagnóstico confirmado – 3.158 a menos do que no mês passado, quando Pernambuco vivenciou a aceleração de casos e mortes em decorrência do novo coronavírus. Além disso, nessa segunda (29), após três meses com taxa de ocupação acima de 80%, as vagas de unidades de terapia intensiva (UTI) voltadas para casos suspeitos e confirmados de covid-19 em Pernambuco atingiram a ocupação média de 77% – taxa que não era alcançada desde 5 de abril. O percentual é baseado nos 1.065 leitos hospitalares públicos do Estado e da Prefeitura do Recife, que fizeram parceria, em maio, para ampliar vagas de UTI como uma das respostas à pandemia.

Ao todo, neste momento, de acordo com dados da Central de Regulação de Leitos, que é responsável pelo encaminhamento de pacientes aos estabelecimentos de saúde vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS), há mais de 200 leitos de UTI vagos na rede, e a lista de espera está zerada desde o último dia 7 de junho. “Esses números confirmam a tendência de estabilização da covid-19 em Pernambuco, mas também deixam claro que ainda não é o momento de relaxarmos e comemorarmos, além de não podermos nos precipitar”, disse, nessa segunda, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, ao comentar sobre o platô observado atualmente no Estado e que é impulsionado, em grande parte, pelo cenário epidêmico do Recife, onde o registro de novos casos da doença têm se mantido relativamente estáveis no decorrer das últimas quatro semanas.

“Algumas regiões, como o Agreste, ainda apresentam dados discrepantes e, se houver descuidado, nada impede uma segunda onda de contaminação. Por isso, os pernambucanos têm um papel determinante, e precisamos manter distanciamento social, assim como as medidas de higiene, uso de máscara e o maior isolamento social possível”, acrescentou Longo.

TUDO SOBRE A COVID-19

» Saiba tudo sobre o novo coronavírus

» Estou com sintomas de coronavírus. O que fazer?

» Especialistas alertam sobre sintomas menos comuns do coronavírus

» Veja o que se sabe sobre a cloroquina e a hidroxicloroquina no combate ao coronavírus

» Veja locais do Recife que atendem pessoas com sintomas leves do novo coronavírus

» Vacina brasileira para o coronavírus entra em fase de testes em animais

» OMS esclarece que assintomáticos transmitem coronavírus: 'Questão é saber quanto'

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias