Operação Fumaça Zero

CPRH faz fiscalização para coibir venda de fogueiras no Grande Recife

Com o País enfrentando uma pandemia de doença respiratória, muitas cidades decidiram proibir a venda de fogos de artifício e a queima de fogueiras

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 22/06/2020 às 21:36
Notícia
Leo Motta/Acervo JC Imagem
Com a pandemia, os festejos juninos foram cancelados pelo segundo ano consecutivo - FOTO: Leo Motta/Acervo JC Imagem
Leitura:

A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) deflagrou, nesta segunda-feira (22), a Operação Fumaça Zero para coibir a venda de lenha para fogueiras. Em conjunto com a Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma), o órgão vai percorrer municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR) também nesta terça-feira (23), véspera de São João, e nos dias 27 e 28, antevéspera e véspera de São Pedro, respectivamente.

>> Saiba quem foi São João e por que ele é tão popular no Nordeste

>> Campanha do MPPE, TJPE e TCE-PE diz para não acender fogueira no "ano do Corona"

>> Viaje pelo São João do Nordeste

>> Igrejas da Arquidiocese de Olinda e Recife promovem arraiais virtuais

>> Veja dicas para curtir o São João 2020 sem sair de casa

De acordo com a coordenadora de Fiscalização Ambiental da CPRH, Silvana Valdivino, a operação acontece nos municípios que decretaram a proibição da queima de fogueiras. Quando houver flagrante, a equipe de fiscalização apreenderá o material que estiver sendo comercializado.

Apreensão de madeira em Olinda

Nesta segunda-feira (22), a Guarda Municipal recolheu o equivalente a dois caminhões de madeira para fogueira nos bairros de Ouro Preto e Rio Doce. A Guarda Municipal e Polícia Militar têm sido demandadas para intervir nessas situações. É possível acionar pelos seguintes contatos: Guarda Municipal - 153 e 3429 2947 e Polícia Militar - 190.

DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE OLINDA
Guarda Municipal de Olinda recolheu lenha para fogueira - DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE OLINDA

Fiscalização em Caruaru e no Recife

Na Capital do Forró, o Grupo Integrado de Atendimento de Emergências Relacionadas a Desastres Naturais e Correlatos do Município, com a participação do Corpo de Bombeiros, está fazendo fiscalização para impedir fogueiras. 

A orientação é que a população denuncie a venda de fogueiras pelo número do disque-denúncia 3719–4545 (das 7h às 19h, de segunda a sábado), ou pelo WhatsApp 98256 – 4545/ 98170-2525. Outro contato disponível é o da Ouvidoria Municipal, no número 156 (das 7h às 13h, de segunda a sexta), ou no WhatsApp 98384-5936. A denúncia pode ser feita também pelo 190 da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros no número 193.

No Recife, fiscalização das vendas está a cargo das equipes da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano, com apoio do Procon Recife. 

Denúncias podem ser feitas de acordo com a área da cidade em que a irregularidade está acontecendo:

Regional Centro-Oeste: WhatsApp: 99110-1789/ E-mail: centrooestedircon@gmail.com

Regional Norte: WhatsApp: 99159-1493/ E-mail: nortedircon@gmail.com

Regional Sul: WhatsApp: 99485-0083/ E-mail: suldircon@gmail.com

Proibição de venda de fogos e queima de fogueiras

Com o País enfrentando uma pandemia de doença respiratória, uma das festas mais tradicionais do Nordeste, o São João, tem que ser comemorado de uma forma diferente. Além do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, diversas cidades do Estado decidiram proibir a venda de fogos e a queima de fogueiras. 

DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE OLINDA
Guarda Municipal de Olinda recolheu lenha para fogueira - FOTO:DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE OLINDA

Comentários

Últimas notícias