RETOMADA

Pernambuco não avança no plano de convivência com a covid-19

Decisão foi tomada pelo governo do Estado como "cautela", justificou secretário

Amanda Rainheri
Amanda Rainheri
Publicado em 13/08/2020 às 18:48
Notícia
NE10
NE10
Leitura:

Apesar dos dados epidemiológicos "positivos", na avaliação do Governo do Estado, nenhuma região irá avançar no Plano de Convivência com a Covid-19 na próxima semana. A informação foi divulgada em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (13). O plano, que permite a flexibilização de serviços e atividades de maneira gradual, completa 75 dias e está em diferentes fases no Estado. 

>> Treinamento de lutas liberado em Pernambuco

>> Aulas presenciais suspensas em Pernambuco até 31 de agosto

>> Painel mostra os dados do novo coronavírus em Pernambuco

"Após análise do comitê esta semana, não iremos avançar em etapas em nenhuma das macrorregiões do Estado. Apesar dos dados epidemiológicos positivos, decidimos adotar cautela para observar por um período maior as medidas adotadas nesses locais", afirmou André Longo. 

Secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach destacou que o plano foi muito estudado e que, nos últimos 75 dias, tem sido implementado de acordo com a realidade da pandemia em cada região. "Dessa forma gradual, analisando dados diariamente e consolidando semanalmente, conseguimos fazer avanços e, outras vezes, adotar medidas de cautela. Isso para que a gente possa sempre avançar e não fique no efeito sanfona, indo e voltando nas medidas", argumentou.

Sem mudanças, o Grande Recife permanece na Etapa 7 do plano. As 2ª e 3ª macrorregiões ficam na etapa 6 e a macrorregião 4 permanece na 4ª etapa do plano de convivência. Os municípios de Ouricuri e Araripina, no Sertão, que estão em lockdown após o aumento dos casos de covid-19, ficam na etapa 2 até o próximo domingo (16). A partir de segunda-feira (17), voltam a funcionar na etapa 4, que vigorava antes do isolamento mais rígido ter sido decretado, no último dia 7.

Apesar de não avançar em etapas a nível regional, o comitê fez liberações pontuais. A partir da próxima segunda-feira, mototaxistas estão liberados para o trabalho. "Poderão retomar as atividades, cumprindo os protocolos exigidos pelas autoridades, como higienização do capacete e da moto e o distanciamento de 1,5 metro antes de o passageiro subir na moto, assim como nos pontos de parada. Se o mototaxista tiver sintomas, ele deverá ficar em casa", explicou o secretário de Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes.

Também foi liberado o treinamento de lutas no Estado. Os estabelecimentos eram os únicos destinados à prática de esportes que ainda não tinham autorização para funcionar desde a retomada das academias de ginásticas, no dia 20 de julho. "Ao longo das últimas semanas, ocorreu a autorização da retomada de treinamento de modalidades individuais e de competições de modalidades individuais. Estavam excluídas desses treinamentos, as lutas. Englobando no setor de esportes, boxe capoeira, artes marciais como o judô, caratê... Enfim. A decisão que foi tomada pelo comitê de enfrentamento foi de a gente avançar, dar mais um passo, na área de esportes. E a partir de 17 de agosto ficam liberados também os treinamentos da lutas", declarou Frederico Amancio, secretário de Educação e Esportes de Pernambuco.

Aulas presenciais

Fred Amâncio também informou que a suspensão das atividades presenciais para o ensino regular e superior foi prorrogada até 31 de agosto. A medida estava prevista até 15 de agosto, por decreto estadual. "Desenvolvemos um plano executivo para essa retomada, tratando que ela deve ocorrer em etapas e observar as maiores e menores idades deles. Por exemplo, priorizando anos como o 3º ano do ensino médio. Mas não temos ainda a definição das datas. O trabalho que está sendo feito é no sentido de que a gente possa trabalhar para a retomada das aulas presenciais das escolas", explicou.

Comentários

Últimas notícias