UTI

Homem é transferido de Noronha para o Recife com insuficiência respiratória aguda grave

Paciente fez exame para covid-19, porém ainda aguarda resultado

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 22/10/2020 às 19:00
Notícia

ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
Homem deu entrada no Hospital São Lucas na quarta-feira (21) - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/BLOG DO SURFE
Leitura:

Um homem de 28 anos, morador da Ilha de Fernando de Noronha, foi transferido para um hospital no Recife, em um avião de salvamento, nesta quinta-feira (22), após apresentar quadro de insuficiência respiratória aguda grave. De acordo com a administração da Ilha, ele realizou o exame para saber se contraiu ou não a covid-19, porém ainda não recebeu o resultado.

>> Pernambuco mais próximo da fase azul no Plano de Convivência com a Covid-19; veja o que avança

>> Aumento de casos de covid-19 na Europa ameaça levar mais países a adotarem lockdowns

>> Pernambuco tem maior sequência em tendência de queda na média móvel de mortes por covid-19 desde o início da pandemia

O homem está internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de referência da rede estadual de saúde.

A administração informou ainda, por meio de nota, que o paciente, que trabalha em uma empresa de mergulho, deu entrada no Hospital São Lucas na última quarta (21). Por causa do seu quadro clínico, ele precisou ser internado e entubado.

Novo caso de covid em Noronha

Nessa quarta-feira, um novo caso de contágio pelo novo coronavírus foi registrado na Ilha. O terceiro desde a reabertura. Dessa vez, um morador que trabalha no setor de bares e restaurantes. Ele foi atendido no Hospital São Lucas, com sintomas considerados como leves. Ele cumpre quarentena domiciliar.

A administração de Noronha, que está totalmente reaberta para o turismo desde 10 de outubro, ressalta que ainda não é possível afirmar como aconteceu o contágio. Os dois casos estão sendo investigados pela Vigilância Sanitária em Saúde da Ilha. Por fim, a nota esclarece que "todos os contactantes identificados serão testados. Também será intensificado o controle de entrada de visitantes, com verificação de autenticidade dos exames apresentados".

>> No dia de abertura total, turista testa positivo para a covid-19 ao desembarcar em Fernando de Noronha

Boletim da pandemia na Ilha

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Ilha de Fernando de Noronha registrou 127 casos confirmados de covid, sendo 52 deles importados. Agora, uma pessoa cumpre quarentena domiciliar. 126 pessoas estão recuperadas. A Ilha não registrou nenhum óbito pela doença. O caso hoje noticiado não está registrado no boletim desta quinta, porque o resultado do exame do paciente de 28 anos ainda não foi emitido.

Protocolo de segurança para Fernando de Noronha

Apesar da reabertura ampla, o turista que não tem a cicatriz imunológica deverá realizar um teste RT-PCR (nariz e garganta) para covid-19 no dia anterior ou , no máximo, no momento do embarque. Com o resultado negativo, o vistante poderá entrar no arquipélago. O turista também terá que fazer o download do aplicativo Dycovid – Dynamic Contact Tracing, que permite a rastrear por onde ele passou durante sua estadia na ilha. O serviço poderá ajudar o governo do Estado a identificar com quem o turista teve contato caso ele teste positivo para o coronavírus ao sair do arquipélago.

Criado pelo Porto Digital, em parceria com o Ministério Público de Pernambuco e Secretaria Estadual de Saúde, o Dycovid notifica o usuário da ocorrência de um contato de alto risco, dando melhor rastreabilidade e controle da doença. Quando alguma pessoa, também usuária, sinaliza que está contaminada, todos aqueles contatos que estiveram próximos são avisados que, em algum momento, podem ter sido expostos ao vírus. Tudo é feito de forma anônima. Toda informação coletada pelo aplicativo é identificável apenas pelo aparelho do usuário.

No desembarque no arquipélago serão seguidas as regras já em vigor para todos que chegam à ilha. Será feita a medição de temperatura e não será permitida a entrada de pessoas com sintomas de febre. E também é necessário obedecer ao distanciamento social de 1,5 metro na área do aeroporto. Além disso, é necessário seguir as normas de higiene e segurança como uso de máscara em locais públicos, sob pena de multa caso não seja utilizada, e a higienização das mãos.

Outro teste será realizado no Aeroporto de Fernando de Noronha no momento que o visitante deixar a ilha. Caso o exame confirme a infecção, o turista não é impedido de deixar a ilha, mas o teste é considerado importante para que as autoridades identifiquem as possíveis pessoas que mantiveram contato com ele.

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias