desinformação

Vídeo de Paulo Câmara sobre aumento de mortes e fechamento de praias em Pernambuco é antigo

Nas imagens o gestor fala em um um salto de casos do novo coronavírus em Pernambuco e que, por conta disso, estaria sendo proibido o acesso às praias e calçadões do Estado. O vídeo, no entanto, é antigo, foi publicado no dia 06 de abril. Portanto, está completamente fora do contexto atual

Laís Arcanjo
Laís Arcanjo
Publicado em 02/11/2020 às 18:27
Notícia

Reprodução
Vídeo que circula como sendo desta segunda-feira (02) na verdade é do dia 06 de abril - FOTO: Reprodução
Leitura:

confere.ai
Matéria produzida pelo projeto Confere.ai em parceria com o Jornal do Commercio. - confere.ai
 

Circula nas redes sociais um vídeo onde o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, prorroga e intensifica medidas de contenção contra a disseminação do novo coronavírus no estado, fechando o acesso a praias, parques e calçadões, por conta do crescimento no número de mortes pela covid-19. O vídeo na verdade está fora de contexto.

“Saímos de 10 casos na última sexta-feira para 30 no dia de hoje. Isso só mostra que precisamos intensificar nosso isolamento, as medidas restritivas, e por isso estamos anunciando hoje que estamos prorrogando a proibição de acesso às praias, parques, desta vez também incluindo os calçadões, justamente para garantir a segurança das pessoas e que elas permaneçam em casa”, declara o governador em trecho do material.

A publicação foi produzida e realizada em 6 de abril deste ano, nas redes sociais oficiais de Paulo Câmara. As medidas apresentadas no vídeo fazem parte dos primeiros esforços de contenção contra a pandemia do novo coronavírus. Na época, o decreto estadual em vigor era o Decreto Nº 48.878, de 2 de abril, que definiu o funcionamento das atividades essenciais. Pernambuco contabilizava, desde a confirmação dos primeiros casos de covid-19, em 12 de março, 223 casos confirmados e 30 óbitos. Hoje, são 163.039 casos confirmados e 8.638 óbitos em todo o estado, na última atualização dos dados do Ministério da Saúde (02/11).

Na tarde dessa segunda-feira (2), a notícia foi desmentida no perfil oficial do governo, no Instagram. O Secretário de Imprensa de Pernambuco, o jornalista Eduardo Machado, alerta para a rede de desinformação que continua atuando nas redes: “faz parte desse gigantesco esquema gente que não se importa em espalhar dados falsos, colocando em risco a saúde, a sanidade mental e a estabilidade política do país. Para eles, quanto mais caos, melhor. Em Pernambuco não tem sido diferente. Nesta segunda-feira, 2 de novembro, pela segunda vez se divulgou um vídeo gravado pelo governador Paulo Câmara em abril, para tentar fazer crer que as medidas restritivas estavam sendo decretadas agora. Uma ação orquestrada para causar tumulto e controvérsia”.

 

“Durante toda a pandemia da covid-19, nós estamos chamando a atenção para a circulação de ‘fake news’ por meio de mídias sociais e aplicativos de compartilhamento de mensagens. É importante que, antes de disseminar qualquer mensagem, a população cheque as informações e, na dúvida sobre a veracidade, não compartilhe”, comenta o Secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo.

Para evitar cair em desinformações que envolvam o novo coronavírus, a plataforma Pernambuco Contra a Covid-19 atualiza as informações sobre a proteção e as medidas estaduais acerca da pandemia, além de contar com uma aba dedicada a checar e desmentir boatos. Você ainda pode receber diariamente boletins sobre a situação do estado, cadastrando seu número do Whatsapp no portal. Outras informações oficiais podem ser visualizadas nos perfis nas redes sociais do governo, como Instagram e Twitter, ou através do telefone 136. “A propagação destas notícias falsas podem trazer danos à saúde pública e é um desserviço para todos, prejudicando o trabalho árduo e sério que estamos travando contra a doença", complementa Longo.


>> Leia mais: Covid, auxílio e eleições são os temas mais buscados no Confere.ai
>> Leia mais: Estudo diz que público prefere consumir boatos a verdades sobre vacina


Confere.ai

Plataforma de checagem automática de notícias do SJCC, no Confere.ai é possível checar links e textos noticiosos que circulam nas redes sociais e internet. Acesse ‘www.confere.ai’ e em poucos passos você consegue saber o nível de desinformação presente no conteúdo inserido na ferramenta. Na dúvida, não compartilhe se não tiver certeza, e utilize o Confere.ai para verificar a informação.

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias