POLÍCIA

Expectativa por depoimentos da família de policial militar encontrado morto em carro no Recife

Amigos do policial militar já foram ouvidos pela Polícia Civil de Pernambuco

JC
JC
Publicado em 04/11/2020 às 10:07
Notícia

REPRODUÇÃO
Igor Bernardo Santos Gomes, 24, foi encontrado morto dentro de carro nessa segunda-feira (2), após dias desaparecido - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

As informações são da repórter Juliana Oliveira, da TV Jornal

Amigos do policial militar da Rádio Patrulha Igor Bernardo Santos Gomes, 24, encontrado morto dentro de carro nessa segunda-feira (2), após dias desaparecido, já foram ouvidos pela Polícia Civil de Pernambuco. Agora, expectativa é pelos depoimentos da mãe e do padastro do jovem. A causa da morte do jovem só será divulgada após conclusão dos exames periciais e do laudo do Instituto de Criminalística.

A manhã desta quarta-feira (4) foi tranquila no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Nenhum familiar do soldado apareceu no local, e não houve depoimento. O delegado responsável pelo caso também não estava.

No estacionamento, a reportagem localizou o carro onde o corpo do policial foi encontrado. O veículo passou por perícia na tarde dessa terça-feira (3). De acordo com os perigos, o PM morreu no banco do motorista com um único tiro na testa. A chave do veículo estava na ignição e a arma, uma pistola .40, ao lado do corpo. O carro será entregue à família após nova perícia, que será feita nesta quinta-feira (5).

O corpo de Igor Bernardo foi enterrado na tarde dessa terça-feira (3) no cemitério São Sebastião, em Vitória de Santo Antão. O velório, realizado sob forte emoção na Sociedade Beneficente de Amor e Trabalho da cidade, foi acompanhado por familiares e amigos do soldado. Policiais da Rádio Patrulha e do 6º Batalhão da Polícia Militar estiveram presentar para prestar as honrarias militares.

O caso

Igor estava desaparecido desde o dia 24 de outubro, quando foi visto pela última vez pela namorada. O PM foi achado dentro do próprio carro, um Toyota Etios prata, na Rua Carlos Pereira Falcão, com pelo menos um tiro na cabeça. O veículo estava estacionado a cerca de 50 metros de distância do prédio onde mora o pai do PM, a mesma rua em que Igor morou durante infância e juventude. O soldado foi localizado depois que moradores da área estranharam o odor vindo de dentro de um carro que estava estacionado na rua, completamente trancado, e chamaram a polícia.

 

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias