BOLETIM DE COVID-19

Pandemia de covid-19: mais de 160 mil vidas perdidas no Brasil

Pernambuco é o 13º Estado mais afetado, em número de casos, pela pandemia

Thalis Araújo
Thalis Araújo
Publicado em 04/11/2020 às 20:08
Notícia

NELSON ALMEIDA/AFP
Mais de 8 mil morreram por covid em Pernambuco - FOTO: NELSON ALMEIDA/AFP
Leitura:

Os dados referentes à pandemia do novo coronavírus foram atualizados. De acordo com o Ministério da Saúde do Brasil, nesta quarta-feira (04), foram registrados 610 óbitos provocados pela covid-19. Isso quer dizer que, desde o início da pandemia no País, 161.106 pessoas perderam a vida em solo brasileiro.

>> Saiba onde fazer teste gratuito para covid-19 no Recife

>> Covid-19: contagiosidade das crianças ainda é uma incógnita

O quantitativo de pessoas infectadas também aumentou. Somente nas últimas 24h, foram contabilizadas 23.976 ocorrências de contaminações. Agora, totalizando tudo, 5.590.025 pessoas contraíram o novo coronavírus no Brasil.

Do total de infectados, 5.064.344 pacientes conseguiram se recuperar da doença provocada pelo novo vírus. Essa quantidade equivale a 90,6% do universo de contaminados. Outros 364.575 (6,5%) casos seguem ainda sob acompanhamento médico.

Pandemia em Pernambuco

Ocupando o 13º lugar no ranking de Estados brasileiros mais atingidos pela pandemia de covid, Pernambuco registrou, nesta quarta, 486 novos casos da doença. Também foram acrescidos ao número de óbitos 24 ocorrências. Agora, o Estado totaliza 163.642 contaminados e 8.667 mortes.

>> Pernambuco tem 163.642 casos e 8.667 mortos por coronavírus

Saiba quais são os dez Estados mais atingidos em número de casos

Posição Estado Casos Mortes
São Paulo 1.123.299 35.549
Minas Gerais 362.340 9.069
Bahia 355.753 7.711
Rio de Janeiro 313.089 20.759
Ceará 275.671 9.370
Santa Catarina 266.637 3.163
Goiás 258.241 5.797
Pará 254.384 6.767
Rio Grande do Sul 253.272 5.903
10º Paraná 216.266 2.269

Tudo sobre covid-19

» Saiba tudo sobre o novo coronavírus

» Estou com sintomas de coronavírus. O que fazer?

» Especialistas alertam sobre sintomas menos comuns do coronavírus

» Veja o que se sabe sobre a cloroquina e a hidroxicloroquina no combate ao coronavírus

» Veja locais do Recife que atendem pessoas com sintomas leves do novo coronavírus

» Vacina brasileira para o coronavírus entra em fase de testes em animais

» OMS esclarece que assintomáticos transmitem coronavírus: 'Questão é saber quanto'

 

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

Seja um assinante JC.

Assine o JC com planos a partir de R$ 1,90 e tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo do jc.com.br, à edição digital do JC Impresso e ao JC Clube, nosso clube de vantagens e descontos que conta com dezenas de parceiros.

Assine o JC

Comentários

Últimas notícias