ESTRONDO

Caruaru registra tremor de terra de baixa intensidade nesta terça-feira (17)

O abalo sísmico de magnitude 2.0 acontece por conta de uma falha geológica

JC
JC
Publicado em 17/11/2020 às 17:38
Notícia
ARNALDO CARVALHO/JC IMAGEM
A UFRN identificou a existência de uma falha ativa na cidade - FOTO: ARNALDO CARVALHO/JC IMAGEM
Leitura:

O município de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, registrou um tremor de terra na manhã desta terça-feira (17). De acordo com o Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o abalo sísmico foi de magnitude 2.0.

O tremor desta terça-feira (17) é considerado de baixa intensidade. "Essa magnitude, dependendo da região e da profundidade que ele ocupa, pode ser percebido pela população. Lógico que traz o susto porque ninguém está esperando, é um fenômeno da natureza. Mas não há perigo", afirmou o geofísico Eduardo Menezes.

O forte estrondo ocorre por conta do movimento do solo, a vibração que entra em contato com a atmosfera acaba gerando o som. Os abalos sísmicos são perigosos quando os tremores alcançam valores acima de 5 na escala Richter, já que podem abalar as estruturas.

O município está entre as áreas com falhas ativas identificadas pela UFRN. O geofísico Eduardo Menezes afirmou que outras cidades da região também contam com falhas geológicas. É o caso de São Caetano, Belo Jardim, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe.

De acordo com o laboratório, que estuda a região há mais de 20 anos, os "estrondos" são causados pelas falhas. "Na realidade estamos no meio de Placa Sul-Americana. No meio dela, nós temos áreas em que ocorrem os chamados 'tremores intraplaca'. Nós temos várias áreas que possuem falhas geológicas, que entram em atividade em função dos esforços que atuam no interior da Terra que geram essas vibrações", explicou.



Em setembro, os caruaruenses chegaram a sentir mais de dez tremores no mesmo dia. O mais forte obteve o mesmo número na Escala Richter que o de hoje, com magnitude de 2.0 graus. Em agosto, pelo menos quatro abalos sísmicos foram sentidos pelos moradores da cidade. Eles ocorreram durante o intervalo de quatro dias, o mais forte deles com 1.9 de magnitude.

Comentários

Últimas notícias