PROTESTO

Na Feira de Beberibe, feirantes denunciam violência policial e retirada de barracas por parte da gestão municipal de Olinda

Os manifestantes prometem realizar outra ação na tarde desta quarta (13) caso não tenham as reivindicações atendidas

JC
JC
Publicado em 13/01/2021 às 13:05
Notícia

Paulo Daniel/JC IMAGEM
PROTESTO NA FEIRA DE BEBERIBE NESTA QUARTA-FEIRA (12) - FOTO: Paulo Daniel/JC IMAGEM
Leitura:

Confusão e muito tumulto foram registrados na manhã desta quarta-feira (13) na Feira de Beberibe, em Olinda, Região Metropolitana do Recife (RMR), por conta de uma manifestação organizada pelos feirantes do bairro. Informações repassadas para a TV Jornal, apontam que o movimento começou por volta das 10h30, quando os manifestantes fecharam o trânsito do local e queimaram alguns pneus. Neste momento, a via já foi liberada. De acordo com os envolvidos, a manifestação acontece como forma de denunciar uma medida municipal que retira os feirantes da localidade e violência policial.

Veja imagens: 

Paulo Daniel/JC IMAGEM
PROTESTO NA FEIRA DE BEBERIBE NESTA QUARTA-FEIRA (12) - Paulo Daniel/JC IMAGEM
Paulo Daniel/JC IMAGEM
PROTESTO NA FEIRA DE BEBERIBE NESTA QUARTA-FEIRA (12) - Paulo Daniel/JC IMAGEM
Paulo Daniel/JC IMAGEM
PROTESTO NA FEIRA DE BEBERIBE NESTA QUARTA-FEIRA (12) - Paulo Daniel/JC IMAGEM
Paulo Daniel/JC IMAGEM
PROTESTO NA FEIRA DE BEBERIBE NESTA QUARTA-FEIRA (12) - Paulo Daniel/JC IMAGEM
Paulo Daniel/JC IMAGEM
PROTESTO NA FEIRA DE BEBERIBE NESTA QUARTA-FEIRA (12) - Paulo Daniel/JC IMAGEM
Paulo Daniel/JC IMAGEM
PROTESTO NA FEIRA DE BEBERIBE NESTA QUARTA-FEIRA (12) - Paulo Daniel/JC IMAGEM
Paulo Daniel/JC IMAGEM
PROTESTO NA FEIRA DE BEBERIBE NESTA QUARTA-FEIRA (12) - Paulo Daniel/JC IMAGEM
Paulo Daniel/JC IMAGEM
PROTESTO NA FEIRA DE BEBERIBE NESTA QUARTA-FEIRA (12) - Paulo Daniel/JC IMAGEM

"A gente trabalha aqui há muitos anos, e disseram que iam nos tirar daqui e nos colocar em outro lugar que não dá pra gente ficar. Aí ontem mesmo agrediram a gente, reviraram a nossa mercadoria, coisas que nós lutamos para ter. Queremos uma melhoria, não queremos ter guerra com ninguém, queremos ajuda", revelou o feirante João Paulo em conversa com a reportagem. 

Ainda segundo o feirante, o único objetivo da ação é encontrar uma solução que vá além de promessas.  
"Se o pessoal da Prefeitura chegar, conversar com a gente e resolver, nós trabalhamos em paz. Mas assim, é muita promessa, eles prometem as coisas pra gente e não cumprem", revelou. "Tanto é que ontem teve uma reunião e o prefeito Lupércio mandou a gente trabalhar hoje e quando a gente menos espera fomos  autuados mais uma vez e perdemos mercadoria". 

O grupo também se queixa da violência policial. "Eles [a polícia] nos agridem, não respeitam, viram a mercadoria", completou João Paulo. 

Caso a situação não seja resolvida, os manifestantes prometem realizar outra ação na tarde desta quarta (13) com o objetivo de chamar a atenção das autoridades municipais. 

Em nota, a PM informou que a ocorrência está em andamento e mais informações, bem como o posicionamento da corporação frente às acusações, serão enviados ao decorrer do dia. A matéria será atualizada. 

Comentários

Últimas notícias