CRIMES

Pelo menos quatro mulheres foram vítimas de feminicídio em Pernambuco no último fim de semana

A reportagem do JC identificou as mortes que aconteceram nos últimos dias e conta detalhes sobre os casos

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 08/02/2021 às 7:55
Notícia

JC IMAGEM
Em 2020, segundo a coluna Ronda JC, a Secretaria de Defesa Social do Estado relatou o aumento de 33% nos crimes de feminicídio - FOTO: JC IMAGEM
Leitura:

Pelo menos quatro mulheres foram mortas em crimes enquadrados como feminicídio em Pernambuco no último fim de semana, entre o sábado (6) e o domingo (7). São mais vítimas que vão entrar para as estatísticas do assassinato cometido contra mulheres motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero.

Em 2020, segundo a coluna Ronda JC, a Secretaria de Defesa Social do Estado relatou aumento de 33% dessa tipificação de crime. No ano passado, 76 mulheres foram vítimas de feminicídio - a maioria morta por maridos ou ex-companheiros. Em 2019, foram 57.

A reportagem do JC identificou as mortes que aconteceram no fim de semana e conta detalhes sobre os casos, confira:

Rosária Maria da Silva

Na tarde desse domingo (7), Rosária Maria da Silva, de 36 anos, foi morta também a pauladas na própria residência, na Rua Cleiton Campelo, em Ribeirão, na Zona da Mata de Pernambuco. O principal suspeito de ter cometido o crime é o ex-namorado, que não aceitava o fim do relacionamento. Uma equipe da polícia foi ao local do crime para realizar os procedimentos legais. A Polícia Civil de Pernambuco está investigando para localizar o suspeito do crime, que não foi localizado.

Elizangela da Conceição Ramos

Às 5h da manhã desse domingo (7), Elizangela da Conceição Ramos, de 32 anos, conhecida como Lila, que morava na Rua Barra do Inferninho, foi morta a tiros no Sítio Palhas, em Chã de Alegria, na Zona da Mata de Pernambuco. O ex-companheiro, de 28 anos, é o principal suspeito do crime e foi preso em flagrante. Segundo testemunhas, ele não aceitava o fim do relacionamento. A Polícia Civil de Pernambuco instaurou inquérito policial para investigar o caso.

Monally Grasiella dos Santos

Quarenta minutos depois, às 5h40 do domingo, Monali Graziela dos Santos, de 23 anos, foi espancada morta com pauladas na cabeça na própria residência, que fica na Rua Santa Rita, no bairro do Cruzeiro, em Bezerros, no Agreste do Estado. O ex-companheiro de 24 anos é o principal suspeito de ter cometido o crime. Ele teria fugido do local. O assassinato aconteceu na presença dos filhos menores do casal, de um ano e três meses e de três meses de idade. A Polícia Civil de Pernambuco instaurou inquérito policial para investigar o feminicídio.

Betânia da Silva Paixão

Na madrugada do sábado (6), Betânia da Silva Paixão, de 36 anos, foiassassinada com golpes de arma branca na Rua Águas Compridas, em Gaibu, no Cabo de Santo Agostinho, Grande Recife.Um homem de 40 anos foi autuado em flagrante delito como suspeito do feminicídio. Elefoi encaminhado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para realização de procedimentos legais. A Polícia Civil de Pernambuco investiga o caso.

#UmaPorUma

A violência contra a mulher é constante e frequentemente acaba em tragédia. Existe uma história para contar por trás de cada feminicídio, em Pernambuco. O especial Uma por uma contou todas. Em 2018, o projeto mapeou onde as mataram, as motivações do crime, acompanharam a investigação e cobraram a punição dos culpados. Um banco de dados virtual, com os perfis de vítimas e agressores, além dos trágicos relatos que extrapolam a fotografia da cena do crime. Confira o especial Uma por Uma, sobre feminicídio.

Comentários

Últimas notícias