VACINAÇÃO

"Ficaria mais feliz ainda se mais pessoas tivessem o direito de se vacinar", disse Dom Fernando Saburido ao receber a primeira dose da vacina

Arcebispo de Olinda e Recife, que já teve a covid-19, recebeu a primeira dose da Coronavac no posto de vacinação do Geraldão, na Imbiribeira

Edilson Vieira
Edilson Vieira
Publicado em 13/03/2021 às 10:24
Jailton Júnior/TV jornal
Dom Fernando Saburido pediu para que todos mantivessem os cuidados com a doença, usando máscara e promovendo distanciamento social - FOTO: Jailton Júnior/TV jornal
Leitura:

Com informações de Juliana Oliveira, da TV Jornal

"Ficaria mais feliz ainda se mais pessoas tivessem esse direito de se vacinar". A afirmação é de Dom Fernando Saburido, de 73 anos de idade, ao tomar a primeira dose da vacina contra a covid-19 na manhã deste sábado (13), no posto de vacinação da Prefeitura do Recife montado no Geraldão, no bairro da Imbiribeira. O Arcebispo de Olinda e Recife já havia testado positivo para a covid-19 e, por orientação médica, esperou 30 dias depois dos primeiros sintomas para se vacinar.

"Claro, estou contente porque me sinto mais seguro agora. Mas há muita gente que está precisando tomar a vacina, sobretudo no nosso Brasil, com esse aumento grandioso dos casos da doença e do número de mortes. Peçamos a Deus que cheguem mais vacinas para ajudar as pessoas", expressou o Arcebispo.

Dom Fernando Saburido reforçou que vai continuar mantendo os cuidados para evitar o contágio como usar a máscara e observar o distanciamento social. "A gente sabe que essa doença é muito séria. Tem muita gente precisando de ajuda e não consegue. Sabemos que existe dificuldade de acesso até nos hospitais particulares. A gente precisa colaborar", alertou Dom Saburido.

O Arecebispo deverá receber a segunda dose da vacina contra a covid-19 dentro de 21 dias.

Comentários

Últimas notícias