Lazer

Banho de mar liberado em Pernambuco a partir de 1º de abril, mas praias seguirão com restrições

A partir de 1º de abril, Pernambuco terá um novo plano de convivência com a covid-19

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 26/03/2021 às 13:58
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Atividades físicas individuais serão permitidas nas praias do Estado - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Entre as atividades que retornarão a partir de 1º de abril em Pernambuco estará a liberação das praias para atividades físicas individuais e banho de mar. No entanto, o retorno será gradual e neste primeiro momento não será permitido o uso de guarda-sol, barraca ou a comercialização de bebidas e comidas no local.

>> Saiba como funcionarão os serviços em Pernambuco durante novo plano de convivência com a covid-19

>> Academias poderão funcionar com horário ampliado e capacidade reduzida após quarentena em Pernambuco

>> Pernambuco prorroga prazos de serviço de trânsito por conta da pandemia; saiba quais

>> Com novo plano de convivência com a covid-19 em Pernambuco, igrejas reabrem em abril

>> Pernambuco estende quarentena até 31 de março e terá novo plano de convivência com a covid-19 em abril

"As pessoas podem ir às praias, mas não podem levar bebidas, as barracas não poderão, neste momento, o que pode é tendo cuidado, com distanciamento e máscara, para que possamos fazer nossa parte como cidadão", disse o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes, à TV Jornal.

Em meio à alta na demanda por leitos de UTI de covid-19 no Estado, o governador Paulo Câmara (PSB) anunciou, nessa quinta-feira (25), que vai estender por mais três dias, até 31 de março, a quarentena que está em vigor desde o dia 18. No mesmo pronunciamento, o gestor informou que em abril haverá reaberturas de atividades econômicas com um novo plano de convivência.

"[A partir de 1º de abril] As atividades econômicas poderão reabrir das 10h às 20h, nos dias de semana, e das 9h às 17h, aos sábados, domingos e feriados. As praias voltarão a ter atividades físicas individuais permitidas, e a volta às aulas estará liberada, a partir do próximo dia 5 de abril, para a rede privada e para o ensino médio da rede estadual", afirmou Paulo. Também poderão ser retomadas as celebrações religiosas, desde que obedecendo aos protocolos e horários pré-estabelecidos.

Sobre o retorno às praias, por exemplo, a secretária executiva de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Ana Paula Vilaça, cobrou que não se formem aglomerações. "A partir de 1 de abril praias parques e praças poderão ser utilizadas para prática de atividades físicas, exercícios, caminhadas e o banho de mar. O que permanece proibido é o uso de cadeira, guarda-sol, o comércio de comidas e bebidas, a ideia é devolver a praia para os pernambucanos, atrair turistas, mas sem aglomerar, então daí essa proibição de que não permaneçam sentadas, não façam uso de comidas e bebidas. A praia é um atrativo turístico importante, de lazer, para atividades físicas, então liberamos, mas sem aglomeração e ponto de parada, é para caminhar, se exercitar, tomar um banho de mar, mas sem guarda-sol, cadeira e nem comércio de bebidas e alimentos", disse ela em entrevista à TV Globo.

A secretária afirmou, ainda, que a Prefeitura do Recife e o Governo do Estado têm estudado formas de auxiliar os barraqueiros e ambulantes que atuam na praia e, neste momento, estarão impedidos de trabalhar. "No ano passado, a gente fez esse retorno gradual desta mesma forma, primeiro liberando, no caso do Recife, os quiosques de coco do calçadão, depois retornando com o comércio ambulante e com o comércio de praia. Durante esse período, a Prefeitura do Recife deu total apoio aos ambulantes, através de cestas básicas, de auxílios e, da mesma forma, a Prefeitura do Recife e o Governo de Pernambuco também estão de organizando para fornecer algum tipo de auxílio nesse retorno gradual", observou a auxiliar de Paulo Câmara.

Comentários

Últimas notícias