Balanço

Em meio às chuvas Pernambuco registra mortes, desabrigados e desalojados após 39 deslizamentos

Uma família ficou soterrada após queda de barreira em Jaboatão dos Guararapes

JC
JC
Publicado em 14/05/2021 às 13:54
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Casa foi atingida por barreira, em Cavaleiro, em Jaboatão, na quinta (13), e quatro pessoas da mesma família ficaram soterradas. - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

atualizada às 18h48

O Governo de Pernambuco informou, nesta sexta-feira (14), que foram registrados doze deslizamentos de barreiras em Igarassu, oito no Cabo de Santo Agostinho, oito em Ipojuca, cinco em Olinda, dois em Jaboatão dos Guararapes, um em Paulista, um em Recife, um São Lourenço da Mata e um em Tracunhaém. Os dados foram registrados pelas Coordenadorias Municipais na Central de Operações estadual.

Por conta das ocorrências de deslizamento, a Codecipe registrou, nessa sexta-feira, 444 ocorrências entre pessoas desalojadas e desabrigadas.

Números por município: Em Tracunhaém 60 pessoas desabrigadas e 242 pessoas desalojadas, em Recife 60 pessoas desalojadas, em Camaragibe 40 pessoas desalojadas, em Igarassu 9 pessoas desabrigadas, em Ipojuca 13 pessoas desabrigadas, em Itamaracá 7 pessoas desabrigadas e 2 desalojadas, em São Lourenço 4 pessoas desabrigadas e em Tamandaré 2 pessoas desabrigadas.

Um dos deslizamentos aconteceu na Sexta Travessa Murilo Braga, 54, no bairro de Sucupira em Jaboatão dos Guararapes e deixou 4 pessoas de uma mesma família soterradas.

>> Pico de maré no Recife nesta sexta-feira é no fim da tarde; prefeitura orienta que população não saia de casa

>> Corpo de Bombeiros continua buscas por família soterrada após queda de barreira em Jaboatão, no Grande Recife

>> Após horas de chuvas quase ininterruptas, veja as localidades que tiveram o maior acumulado de água em Pernambuco

>> Na Avenida Recife, funcionários de estabelecimento comercial precisam ser resgatados de bote para conseguir sair do local

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, a equipe encontrou uma das vítimas, um rapaz de 16 anos identificado como Otávio Pessoa de Siqueira por volta das 21h de ontem e hoje por volta das 10h30 foi encontrado o corpo de uma mulher que a família identificou como sendo a mãe, de nome Silvia. A equipe continua no local em busca dos demais membros da família.

Deslizamentos nesta sexta-feira

Por volta do meio-dia, o Corpo de Bombeiros foi acionado para um deslizamento que atingiu uma casa na Rua C, em Jaboatão dos Guararapes. Informações iniciais apontavam que havia uma vítima no local, mas a possibilidade já foi descartada. Duas equipes da corporação foram enviadas ao local.

Na Rua José de Souza Marmelo, na Cohab, Zona Sul do Recife, uma casa que estava em obras para instalação de laje foi atingida pela barreira que fica nos fundos da residência.

De acordo com informações do local enviadas à reportagem, um idoso que estava na casa ficou ferido e teria sido levada para a UPA de Lagoa Encantada. O nome do homem não foi informado.

Já na Zona Norte do Recife, uma barreira deslizou na Rua Samaria, em Passarinho. Mas, de acordo com a Defesa Civil da capital pernambucana, ninguém ficou ferido e o deslizamento não foi de grande proporção.

Chuvas

De acordo com a APAC os maiores índices registrados nas últimas 24h foram: Paulista com 194,06 mm, Tamandaré 167,44 mm, Igarassu 152,8 mm, Ipojuca 171,56 mm e Recife com 146,55 mm. A agência informa que o grande volume de chuvas acontece devido à atuação de um sistema meteorológico chamado Distúrbio Ondulatório de Leste – DOL.

Esse sistema é considerado comum para essa época do ano, porém está caracterizado com bastante umidade e possibilitando chuvas com intensidade moderada a forte, com aumento gradativo de chuvas desde a noite da quarta-feira (12).

A previsão é de que as chuvas diminuam na Região Metropolitana e que sigam de forma mais leve para o Agreste e Sertão do Estado.

Estradas

 O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que, na Zona Sul do Recife, o Túnel Felipe Camarão foi interditado temporariamente, pois seu sistema hidráulico não está conseguindo executar a drenagem do grande volume de água tão rápido quanto a situação necessita.

O órgão sugere aos motoristas que vêm sentido Jaboatão/Recife, com destino ao bairro do Jordão, que sigam pela Avenida Mascarenhas de Morais, em direção ao Recife, e retornem pelo viaduto sobre a linha férrea, em frente ao edifício-garagem do Aeroporto. Para os motoristas que estão saindo do bairro do Jordão sentido Recife, a orientação é seguir pela direita, pegar a Av. Mascarenhas de Moraes sentido Jaboatão e fazer retorno no viaduto após entrada de Porta Larga.

Na Região Metropolitana do Recife, o trânsito está comprometido.

Mas, até o momento, a Rodovia PE-015, mesmo com pista muito molhada, tem trânsito fluindo. Nas rodovias federais, nos trechos sob jurisdição da autarquia: A BR-232 segue com trafegabilidade normal, contudo, a pista bastante molhada requer atenção. Na BR-101, km 59, no bairro da Guabiraba, identificou-se um acúmulo de vegetação no acostamento, sentido Paulista.

Na Zona da Mata Norte, a PE-049, que dá acesso às praias de Pontas de Pedra, Catuama, Carne de Vaca, permanece com pontos de alagamento pela via. Na Zona da Mata Sul, na Rodovia PE-060, também tem registros de acúmulo de água na pista e deslizamentos de encostas entre os quilômetros 16 e 17 e também entre os quilômetros 62 e 65 e nas proximidades da entrada do Abreu do Una (sentido São José da Coroa Grande). Os motoristas precisam ter cuidado redobrado ao trafegar pela via. Equipes técnicas do DER trabalham desde ontem (13) nos trechos mencionados.

Ainda na Mata Sul, a Rodovia PE-042, segue com pontos alagados e de difícil acesso para veículos de passeio. São eles: km3,8, km13,7 e km 14,3. Diante do atual cenário, o DER recomenda uma maior atenção aos motoristas e pede que evitem trafegar por esses locais. A mesma recomendação vale para a Rodovia PE-045. A autarquia se mantém de prontidão, atenta a possíveis ocorrências e recomenda aos usuários das estradas das regiões afetadas que adiem suas viagens, pois, diante da atual situação, esta é a atitude mais prudente e segura.

A BR-232 está com trafegabilidade normal, mas a pista está bastante molhada e requer atenção. Na BR-101, km 59, no bairro da Guabiraba, identificou-se um acúmulo de vegetação no acostamento, sentido Paulista. Também foi identificado, no km 83, Jaboatão/Recife, pista alagada e há cerca de 4 km de engarrafamento e de cerca 3 km de trânsito lento no sentido Litoral. Ainda na 101, no km 68, no bairro de Cidade Universitária, sentido Ceasa, a pista secundária tem um pouco de retenção d’água. A PRF já notificou o fato ao DNIT, órgão responsável pela conservação da via.

Na Região Metropolitana do Recife, o trânsito segue cauteloso. Mas, até o momento, na Rodovia PE-015, mesmo com pista muito molhada, o trânsito flui normalmente. Na Zona da Mata Norte, a PE-049, que dá acesso às praias de Pontas de Pedra, Catuama e Carne de Vaca, teve a água escoada e o tráfego segue normalmente. Na Rodovia PE-041, sentido Araçoiaba, constatou-se pontos de alagamentos, contudo, o tráfego de veículos está normal. Mas o Estado orienta que dirigir com sensatez é a melhor forma para evitar incidentes.

Na Zona da Mata Sul, na Rodovia PE-060, equipes técnicas do DER trabalham desde a quinta-feira (13) ao longo da via para restabelecer a trafegabilidade segura para os motoristas. Entretanto, ainda assim, é preciso manter-se em alerta ao trafegar pela via, pista muito molhada, com trechos ainda com água e lama.

Ainda na Mata Sul, a Rodovia PE-042, teve seu tráfego liberado para todos os tipos de veículos. Contudo, a pista permanece com um pouco de água junto ao acostamento nos seguintes trechos: km 3,8, km 13,7 e km 14,3. Diante do atual cenário, o DER recomenda aos motoristas manter atenção ao circular pela via. A rodovia PE-045, continua sem condições de trafegabilidade, o DER pede que evitem trafegar pelo local.

Serviço

A Defesa Civil do Estado permanece trabalhando em alerta junto às Coordenadorias Municipais de Defesa Civil e demais órgãos do Estado. Os contatos da Central de Operações da Codecipe são 199 e 3181-2490 e do Corpo de bombeiros é o 193.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Jornal do Commercio PE (@jc_pe)

Comentários

Últimas notícias