PROTESTO

Vereadora presta queixa após polícia disparar spray de pimenta contra ela em protesto contra Bolsonaro no Recife

Em vídeo postado em suas redes sociais, parlamentar aparece levando um jato de spray de pimenta no rosto

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 29/05/2021 às 15:56
Notícia
REPRODUÇÃO
Vereadora Liana Cirne (PT) recebe jato de spray de pimenta no rosto durante manifestação contra Bolsonaro no Recife - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

A vereadora Liana Cirne (PT) prestou queixa na Polícia Civil de Pernambuco por agressão praticada pela Polícia Militar durante manifestação contra o governo Bolsonaro neste sábado (29/5), no Centro do Recife. Um vídeo postado nas redes da parlamentar - a mais votada do Partido dos Trabalhadores - mostra ela recebendo um jato de spray de pimenta lançado por um policial militar de dentro de uma viatura da RadioPatrulha. A parlamentar é atingida exatamente no rosto e, sob efeito do gás, cai no chão, sendo socorrida por uma amiga.

Paulo Câmara afasta oficial que comandou ação da PM durante protesto contra Bolsonaro no Recife

 

O episódio acontece na Ponte Princesa Isabel, acesso direto ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, e que tinha um bloqueio de veículos militares. Nas imagens, Liana Cirne aparece seguindo e falando com um grupo de PMs. Os militares entram no veículo e parecem ignorar os argumentos da vereadora, que insiste em segui-los. Os PMs entram na viatura e, ao se aproximar do veículo, a vereadora é surpreendida pelo jato de spray atirado pelo policial que estava sentado no banco do passageiro da viatura.

Confira momentos da confusão:

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
As vítimas foram socorridas para o Hospital da Restauração, no Derby, área central da capital. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Protesto no Recife contra o governo do Presidente Bolsonaro, termina em confusão pelas ruas do centro. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
OLHAR DE UM Policiais aguardaram manifestantes na Rua do Sol e fizeram dispersão pela Rua da Aurora usando balas de borracha, spray de pimenta e bombas de efeito moral - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
A Corregedoria da Secretaria de Defesa Social já instaurou procedimento para investigar os fatos, garantiu o governador - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Protesto no Recife contra o governo do Presidente Bolsonaro, termina em confusão pelas ruas do centro. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Políticos exigem uma investigação rígida por parte do governo de Pernambuco - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Protesto no Recife contra o governo do Presidente Bolsonaro, termina em confusão pelas ruas do centro. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Protesto no Recife contra o governo do Presidente Bolsonaro, termina em confusão pelas ruas do centro. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Protesto no Recife contra o governo do Presidente Bolsonaro, termina em confusão pelas ruas do centro. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

Segundo a assessoria de imprensa de Liana Cirne, ela foi socorrida para a UPA da Abdias de Carvalho, na Zona Oeste do Recife, com lesões nos olhos e dificuldade para respirar. Em seguida, foi para a Central de Plantões da Polícia Civil, em Campo Grande, na Zona Norte da capital, prestar queixa contra a agressão.


Confira o vídeo postado nas redes sociais da vereadora: 

 


REAÇÃO DO ESTADO

Pouco tempo depois da confusão, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, se posicionou formalmente sobre a confusão entre PMs e manifestantes contrários ao governo Bolsonaro no início da tarde deste sábado, no Centro do Recife. Em comunicado oficial nas redes sociais, o governador anuncia que determinou o afastamento do oficial que comandou a ação para dispersar a manifestação e o policial que teria agredido com spray de pimenta a vereadora do Recife Liana Cirne (PT).

“Sempre pratiquei na minha condição de governador de Pernambuco, os mesmos princípios que defendo como cidadão e democrata. Repudiamos todo ato de violência, de qualquer ordem ou origem. Sobre o ocorrido durante manifestação no Centro do Recife, na manhã deste sábado, determinei a imediata apuração de responsabilidades”, diz o governador.

E segue: “A Corregedoria da Secretaria de Defesa Social já instaurou procedimento para investigar os fatos. O oficial comandante da operação, além dos envolvidos na agressão à vereadora Liana Cirne, permanecerão afastados de suas funções enquanto durar a investigação. Sempre vamos defender o amplo diálogo, o entendimento e o fortalecimento de nossas instituições dentro da melhor tradição democrática de Pernambuco”, finaliza.

 

Veja tudo o que aconteceu no protesto contra Jair Bolsonaro no Recife:

Comentários

Últimas notícias