IMUNIZAÇÃO

Recife chega a 25% da população totalmente imunizada contra a covid-19

Esse percentual representa um total de 311.849 pessoas que receberam duas doses de vacina ou o imunizante de dose única

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 11/07/2021 às 11:07
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Até este domingo (18), mais de 5 milhões de doses contra covid-19 foram aplicadas em Pernambuco - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

O Recife alcançou neste sábado (10/7) o percentual de 25% da população da cidade totalmente imunizada contra a covid-19. Esse índice representa um total de 311.853 pessoas que receberam duas doses ou a vacina de dose única. De fato, a Prefeitura do Recife tem se empenhado para acelerar a vacinação da população. Instituiu, inclusive, punição para os chamados "sommeliers de vacina” e antecipou o prazo para aplicação da segunda dose da vacina da Astrazeneca.

No total, 252.647 pessoas receberam as duas doses dos imunizantes, seja Coronavac, Astrazeneca ou Pfizer. Também estão com o esquema completo 59.202 pessoas que foram contempladas com a vacina da Janssen, que é dose única. No Recife, além dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, também já estão recebendo a vacina contra a covid-19 moradores da cidade com 37 anos ou mais.

João Campos espera vacinar todos do Recife com mais de 18 anos até setembro e pretende fazer "maior Carnaval da história da cidade"

NOVO PONTO DE VACINAÇÃO

Nesta segunda-feira (12), será aberto mais um ponto de vacinação contra covid-19 no Recife. O Sest Senat, no Porto da Madeira, Zona Norte da capital, também funcionará no esquema de drive-thru. Com ele, são 24 pontos de imunização, que funcionam de domingo a domingo, das 7h30 às 18h30. O acesso ao drive-thru, que permite atendimento sem sair do veículo, é feito pela Avenida Beberibe, 3620, no bairro do Porto da Madeira.

ANTECIPAÇÃO

As pessoas residentes no Recife que já tomaram a primeira dose da Astrazeneca há, pelo menos, 60 dias já podem completar o esquema vacinal em um período mais curto. A prefeitura alerta que a antecipação não compromete a eficácia da vacina porque a dose de reforço pode ser administrada em um intervalo de quatro a 12 semanas (entre 30 e 90 dias).

 

Comentários

Últimas notícias