MORADIA

Prefeitura do Recife realiza retirada de seis ocupações no viaduto da João de Barros, na Zona Norte

A operação começou por volta das 5h desta sexta-feira (23) e recolheu entulhos, lonas, tapumes e sofás pertencentes aos moradores em situação de rua instalados no local

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 23/07/2021 às 9:14
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

A Secretaria Executiva de Controle Urbano (Secon), junto com a Guarda Municipal, realizou a retirada de seis ocupações irregulares que ficavam embaixo do viaduto da Avenida Agamenon Magalhães, interseção com a Avenida João de Barros, no bairro do Espinheiro, Zona Norte do Recife. A operação começou por volta das 5h desta sexta-feira (23) e recolheu entulhos, lonas, tapumes e sofás pertencentes aos moradores em situação de rua instalados no local.

"Fomos pegos de surpresa, levaram meus pertences todos, minhas roupas, comidas. Eu não tenho para onde ir não, vou continuar aqui", revelou um dos moradores, que preferiu não se identificar. 

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

A Secon, no entanto, afirmou em nota que teria avisado previamente, nessa quarta-feira (21), sobre a operação e oferecido aos moradores do local vagas em abrigos geridos pela Prefeitura do Recife, mas que nenhum deles teria aceitado. Ainda segundo a pasta, só foram recolhidos do local itens que interferiam na acessibilidade e que eram focos do mosquito Aedes aegypti. 

"Os ocupantes foram notificados, na última quarta-feira (21), sobre a necessidade da liberação do local [...] Nenhuma pessoa foi removida da área ou teve seus pertences retirados. Foram oferecidas a todos os ocupantes vagas em abrigos mantidos pela Prefeitura", informou a nota. 

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Reprodução
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - Reprodução
Reprodução
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - Reprodução
Reprodução
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - Reprodução
Reprodução
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - Reprodução
Reprodução
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - Reprodução
Reprodução
O viaduto fica localizado na Zona Norte do Recife - Reprodução

De acordo com a Secon, a retirada da ocupação também visa preservar a estrutura do viaduto, por conta de escavações na parte interna do equipamento, que eram ocupadas. Além disso, a pasta informou que a Polícia Militar (PM) já havia identificado pontos de tráfico de drogas e prostituição no local. 

Leia nota da Secon na íntegra:

A Secretaria Executiva de Controle Urbano (Secon) da Prefeitura do Recife esclarece que, na manhã desta sexta-feira (23), foram retiradas seis ocupações irregulares que ficavam sob o viaduto da Avenida Agamenon Magalhães, interseção com a Avenida João de Barros. Os ocupantes foram notificados, na última quarta-feira (21), sobre a necessidade da liberação do local. Foram retirados apenas objetos que interferem na acessibilidade e que podem servir como pontos de proliferação do mosquito Aedes aegypti, como entulhos, lonas, tapumes, e sofás. Nenhuma pessoa foi removida da área ou teve seus pertences retirados. Foram oferecidas a todos os ocupantes vagas em abrigos mantidos pela Prefeitura. A retirada da ocupação também visa preservar a estrutura do viaduto, uma vez que há escavações na parte interna que também eram ocupadas e, como identificou a Polícia Militar, em alguns casos utilizadas como ponto de consumo de drogas e prostituição.


Comentários

Últimas notícias