Vacina

Recife promove dia D de vacinação contra a gripe neste sábado (24)

Vacina contra a gripe está sendo aplicada nos 150 postos de vacinação e mais 14 postos volantes espalhados pela capital pernambucana, sendo três em esquema de drive-thru

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 24/07/2021 às 11:20
Notícia
Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Leitura:

A Secretaria de Saúde do Recife promove neste sábado (24) o "Dia D" da vacinação contra a influenza (gripe). Além das 150 salas de vacina do município (confira a lista), outros 14 postos volantes estão oferecendo o imunizante, sendo três eles em esquema de drive-thru, que funcionarão das 8h às 17h. 

Não é necessário fazer nenhum agendamento para tomar a vacina. A população deve comparecer aos locais portando apenas documento de identificação com foto e o cartão de vacinação. Quem estiver com alguma outra vacina atrasada também poderá atualizar o cartão nas salas de vacinação

"Quem está com vacina em atraso pode levar o seu cartão para uma dessas 150 unidades que é a atualização do seu cartão também será feita", afirmou a secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque, em entrevista à Rádio Jornal neste sábado (24) na Upinha de Jardim São Paulo, na Zona Oeste do Recife.

Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem - Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Não é necessário fazer nenhum agendamento para tomar a vacina. A população deve comparecer aos locais portando apenas documento de identificação com foto e o cartão de vacinação - Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem - Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem - Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Dia D de vacinação contra a gripe no Recife - Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem - Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem - Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem - Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem - Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem - Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem - Bruno Campos/JC Imagem

O público alvo é formado pelos grupos prioritários da Campanha Nacional de Vacinação Contra Gripe, um total de 645 mil pessoas. São elas as crianças entre seis meses e seis anos de idade, puérperas (mulheres que deram à luz há no máximo 45 dias), trabalhadores da saúde, idosos a partir de 60 anos, professores dos ensinos básico e superior.

Também são considerados grupos prioritários pessoas com comorbidades ; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores dos transportes coletivos rodoviário de passageiros; trabalhadores portuários; profissionais das Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade; e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Até o momento apenas 48% da população estimada dos grupos prioritários na campanha deste ano, o que corresponde a 316.547 doses. A PCR tem como meta vacinar ao menos 90% do público alvo. 

"É muito importante que as pessoas, as gestantes, puérperas, os idosos, as crianças, os profissionais de saúde, professores procurem um lugar mais próximo das suas casas e vão tomar a sua vacina", disse a secretária. 

A pasta coloca a vacinação contra a gripe no mesmo patamar da covid-19. "Os sintomas da influenza são muito parecidos e a influenza também pode causar os casos graves que precisam de internamento e podem causar óbito", completa Luciana. 

Porque essa campanha para nós é tão importante quanto a campanha de vacinação contra a covid, porque os casos igualmente podem agravar e podem também levar a óbito", afirmou a secretária. 

 

Covid-19

Quem receber a vacina contra a covid-19 e integrar algum dos grupos prioritários para a vacina da gripe não deve deixar de tomá-la. "São vírus diferentes, são doenças diferentes e que a gente precisa fazer as duas vacinas", explica a coordenadora de Imunização da Secretaria de Saúde do Recife, Elizabeth Azoubel. 

A população deve ficar atenta ao intervalo mínimo para aplicar as doses dos imunizantes, que é de 14 dias. O Ministério da Saúde recomenda a priorização da vacina contra a covid. Mas segundo Elizabeth Azoubel, é possível tomar a da gripe no intervalo entre as duas doses, caso não seja a da Janssen, de dose única. 

"A gente faz uma vacina de covid, por exemplo, tem que esperar de 14 a 15 dias para fazer a de influenza (gripe). Como tem vacinas de covid que o intervalo é quase de três meses, a gente pode fazer em um intervalo da primeira dose para a segunda dose", explica a coordenadora.

Veja os locais dos postos volantes de vacinação

  • Mercado de São José, no bairro de São José;
  • Praça Frei Cassimiro, em Santo Amaro;
  • Mercado de Água Fria, em Água Fria;
  • Mercado da Encruzilhada, na Encruzilhada;
  • Bompreço do Arruda;
  • Praça do Hipódromo, no Hipódromo;
  • Ferreira Costa, na Tamarineira;
  • Mercado do Cordeiro, no Cordeiro;
  • Creche do Vietnã, nos Torrões;
  • Creche 8 de Março, no Ibura;
  • Creche do Jordão Baixo, no Jordão Baixo. 

Veja os locais dos drive-thrus

  • Parque Santana, no bairro de mesmo nome;
  • Big Bompreço da Av. Recife, no Caçote;
  • Parque Dona Lindu, em Boa Viagem.

 

Comentários

Últimas notícias