Plano de Convivência com a Covid-19

Flexibilizações são ampliadas em Pernambuco; veja ponto a ponto

Com taxa de ocupação de leitos de UTI para covid-19 abaixo de 50%, governo estadual aumenta horário dos serviços de alimentação e dobra capacidade em eventos corporativos

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 28/07/2021 às 23:38
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Cinemas e teatros poderão aumentar a capacidade para até 300 pessoas e funcionar até 0h partir de segunda - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Pela primeira vez este ano, a taxa de ocupação dos leitos de terapia intensiva (UTI), dedicados a pacientes com sintomas de covid-19, fica abaixo de 50% em Pernambuco. O dado corresponde às vagas públicas de UTI reguladas pelo Estado. Atualmente Pernambuco possui 1.489 leitos de UTI voltados à assistência aos pacientes infectados pelo coronavírus, com 48% deles ocupados. A informação foi dada em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (28), quando o governo anunciou novas flexibilizações no Plano de Convivência com a Covid-19 em todo o Estado.

Na ocasião, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, destacou que a central de leitos de UTI recebeu menos de 500 solicitações por vagas desse tipo numa única semana (de 18 a 23 de julho). "Foram 442 pedidos de leitos de UTI, o que representa uma queda de 20%, em comparação com a semana epidemiológica de número 28 (de 11 a 17 de julho)." Ainda durante a coletiva, Longo informou que houve redução importante no número de casos de síndrome respiratória aguda grave (srag), que são os pacientes com sintomas sugestivos de covid-19 que geralmente precisam de assistência hospitalar. "Voltamos a patamares de fim de novembro. Foram 606 casos de srag na última semana, o que representa uma queda de 14% na comparação com sete dias anteriores. Além disso, a redução foi de 34%, em comparação com 15 dias anteriores", disse o secretário.

Bares, restaurantes e demais serviços de alimentação

Para o governo, a queda nesses indicadores epidemiológicos e assistenciais permitem alcançar um novo patamar de flexibilizações. A partir da próxima segunda-feira (2), bares, restaurantes e demais serviços de alimentação vão poder funcionar das 5h até meia-noite, todos os dias da semana.

Atividades esportivas coletivas e individuais e os clubes sociais

As atividades esportivas coletivas e individuais e os clubes sociais também seguirão esse novo limite de horário. Já os eventos corporativos, que continuam com permissão de funcionamento até às 23h, poderão ser realizados para um público de até 200 pessoas ou 50% da capacidade do local, o que for menor.

Eventos, cinemas e teatros

A secretária-executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, explicou que as colações de grau, aulas da saudade, cultos ecumênicos, cinemas, teatros e circos também poderão ampliar a capacidade para 300 pessoas, ou 50% do local, o que for menor. Ela esclareceu ainda que cinemas e teatros, especificamente, poderão funcionar até a meia-noite, durante todos os dias, a partir da próxima semana.

Comportamento preventivo

Durante a coletiva, Ana Paula aproveitou para pedir mais conscientização da sociedade, neste momento de flexibilizações das atividades econômicas, e respeito dos frequentadores aos protocolos de saúde. "Por conta de relatos sobre casos de desrespeito aos protocolos nos bares e restaurantes, principalmente após a liberação da música ao vivo, faço um pedido para que todos se conscientizem, pois ainda não vencemos a guerra e os números da pandemia podem voltar a piorar", afirmou a secretária-executiva, reforçando que, apesar das medidas de flexibilização, os cuidados devem ser mantidos.

O secretário André Longo complementou o aviso sobre a necessidade de a sociedade não deixar de lado um comportamento preventivo. "Apesar de estarmos dando passos à frente, os indicadores positivos ainda não nos permitem abdicar do cuidado. Esses indicadores são frutos de um esforço muito grande de toda a sociedade, que não podemos colocar em risco. Por isso, o uso correto da máscara, o distanciamento físico e os protocolos setoriais são o caminho para continuarmos avançando rumo a uma normalidade possível", disse.

Imunização

Sobre a vacinação, foi feito um chamado à população sobre a importância de finalização do esquema vacinal contra a covid-19. "Com a primeira dose, nosso sistema de defesa começa a produzir os anticorpos, mas é na segunda dose que a resposta imunológica acontece de forma mais intensa, aumentando a eficácia e a tornando mais duradoura. Assim, as pessoas que não completam o esquema vacinal correm maior risco de contágio e, principalmente, de agravamento do quadro", ressaltou Longo.

Nos últimos dois dias, Pernambuco recebeu a maior remessa de imunizantes em uma única semana. Do total de 506.470 doses, cerca de 73% (mais de 369 mil) são destinadas exclusivamente para as segundas aplicações.

 

Comentários

Últimas notícias