COMPESA

Após chuvas, rodízio de água é encerrado em bairros do Grande Recife; veja quais

Chuvas ajudaram a aumentar o volume de água em barragem que atende a região metropolitana

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 12/08/2021 às 7:08
Notícia
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Novo calendário de abastecimento entrará em vigor na próxima semana - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

A partir de segunda-feira (16), cerca de 250 mil pessoas do Grande Recife terão mais água nas torneiras. Isso porque, com as chuvas registradas nas últimas semanas e os reparos realizados no Sistema Botafogo, alguns trechos dos municípios de Olinda, Paulista, Igarassu e Abreu e Lima terão mudança no abastecimento de água, com o fim do racionamento ou redução do rodízio.

De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), o volume de chuva registrado nos últimos meses não foi suficiente para Botafogo atingir a capacidade, mas permitiu que ela chegasse a 43,43%. "Esse percentual permite, com segurança e responsabilidade, ampliar a oferta de água para esses municípios, beneficiando milhares de pessoas”, destaca a presidente da companhia, Manuela Marinho.

Com isso, em Olinda, moradores de partes dos bairros de Rio Doce, Jardim Atlântico, Ouro Preto, Casa Caiada e Bairro Novo serão beneficiados com o fim do racionamento e passarão a ter água todos os dias. Em outras localidades da cidade, haverá a redução do rodízio. No município, 138 mil pessoas serão contempladas com essas mudanças de abastecimento. Isso equivale a 35% da cidade.

Em Paulista, por sua vez, o novo calendário contemplará o Centro e algumas áreas de Artur Lundgren. Esses locais passarão a receber água em um esquema de dois dias com água e seis dias sem. No bairro do Janga, na mesma cidade, os moradores passarão a ter três dias com água e cinco dias sem.

Em Igarassu, a localidade de Cruz de Rebouças terá dois dias com água e seis dias sem. Já em Abreu e Lima, na área do centro da cidade, em Caetés Velho e no Timbó, será aplicado o calendário de um dia com água e três dias sem.

Situação de Botafogo

Segundo a Compesa, em janeiro de 2021, a Barragem de Botafogo, estava em situação de pré-colapso. Com a acumulação de 43%, a empresa afirma que poderá operar com uma vazão de 1,3 mil litros de água por segundo. Os técnicos instalaram novos conjuntos motobomba e fizeram manutenção preventiva em instalações elétricas, além de vistorias e correções em componentes desse sistema.

Os moradores poderão acompanhar o novo calendário de abastecimento no site da Compesa, que será atualizado na próxima segunda.

Comentários

Últimas notícias