COVID-19

"Não é o momento de falar em abdicar de nenhum cuidado", diz o secretário de Saúde de Pernambuco sobre uso de máscara

O secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que não compactua com a posição do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a respeito da liberação do uso de máscaras até o fim deste ano

Mirella Araújo
Cadastrado por
Mirella Araújo
Publicado em 12/08/2021 às 17:54 | Atualizado em 12/08/2021 às 21:30
HÉLIA SCHEPPA/SEI
O secretário de Saúde, André Longo, afirma que o momento é de reforçar os cuidados contra o coronavírus e fazer o uso da máscara sempre que for sair de casa - FOTO: HÉLIA SCHEPPA/SEI
Leitura:

O secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que não compactua com a posição do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a respeito da liberação do uso de máscaras até o fim deste ano. De acordo com o ministro, com toda a população brasileira vacinada, seria possível "tirar de uma vez todas essas máscaras", que é um item obrigatório contra a disseminação do vírus.

"Garanto a vocês, em nome do Bolsonaro, até o final do ano toda a população brasileira estará vacinada. Até o final do ano, poremos fim ao caráter pandêmico dessa doença no Brasil e vamos poder tirar de uma vez por todas essas máscaras, e desmascarar aqueles que, mesmo que nunca tenham usados máscaras, precisam ser desmascarados", afirmou Queiroga, nessa quarta-feira (11)

 

Para André Longo, falar na retirada da obrigatoriedade do uso de máscaras não contribui para o enfrentamento da pandemia, principalmente, no momento em que novas variantes estão sendo detectadas no território brasileiro. "Não compactuamos dessa posição aqui em Pernambuco. Nós acreditamos que a máscara é fundamental, até que a gente tenha a segurança para dizer que a gente tem a completude do esquema vacinal e tenha controle efetivo da pandemia em território nacional", disse Longo, em coletiva concedida nesta quinta-feira (12), no Palácio do Campo das Princesas.

"A gente está vendo outros países voltarem atrás em medidas de liberação do uso de máscara, necessitando, inclusive, fazer ações mais restritivas. Por conta, especialmente, da introdução de novas variantes. Então, especialmente no momento que temos a introdução da variante Delta em vários estados brasileiros já com transmissão comunitária, aqui em Pernambuco mesmo já estamos fazendo essa investigação, não é o momento de falar em abdicar de nenhum cuidado", declarou o auxiliar. 

O representante da Sociedade Brasileira de Imunizações, o médico Eduardo Jorge da Fonseca, também esteve presente na coletiva, explicou a importância de tomar as duas doses da vacina contra a covid-19 e manter as regras sanitárias de controle, como o distanciamento e o uso de máscaras. "Não é de bom senso, tratar da possibilidade de se tratar num futuro prévio a retirada da máscara. Isso não deverá acontecer, a gente precisa da continuidade das medidas de controle para que a gente possa, ao término de 2021, ter passado pela pior época da pandemia", declarou Fonseca. 

 

ACOMPANHE NA ÍNTEGRA A COLETIVA DA SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DESTA QUINTA-FEIRA (12):

 

 

Comentários

Últimas notícias