CORONAVÍRUS

Novos casos da variante Delta em Pernambuco são de pacientes do Grande Recife e Sertão

Há circulação comunitária da cepa no Estado. Já são 10 casos confirmados

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 27/08/2021 às 22:49
Notícia
MARIO TAMA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / GETTY IMAGES VIA AFP
No Brasil, a variante Delta foi detectada no final do mês de maio - FOTO: MARIO TAMA / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / GETTY IMAGES VIA AFP
Leitura:

Os oito novos casos da variante delta confirmados em Pernambuco nesta sexta-feira (27) são de moradores de cidades do Grande Recife e do Sertão do Estado. Antes, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) já havia divulgado a confirmação de dois casos de pacientes de Abreu e Lima e Olinda, que adoeceram em julho. O sequenciamento genético de amostras foi feito pelo Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz PE).

Das 148 amostras sequenciadas, 8 (5,4%) apresentaram a variante Delta. Os pacientes infectados são do Recife (5), Olinda (1), Cabo de Santo Agostinho (1) e Exu (1). As coletas dos materiais biológicos desse público ocorreram entre os dias 31 de julho e 5 de agosto. Entre os oito novos casos da variante Delta, três foram em pessoas do sexo masculino e cinco do sexo feminino, com idades entre 16 e 56 anos. Com isso, totalizam 10 casos de Delta em Pernambuco.

De acordo com a SES, entre as outras amostras sequenciadas, 132 (89,1%) eram da linhagem Gama (P.1). As demais foram classificadas como "linhagens de menor preocupação". 

Com a circulação comunitária da cepa no Estado, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo reforça a necessidade da população completar o esquema vacinal e não relaxar as medidas de proteção.

“Na análise dos dois primeiros casos, a vigilância em saúde não identificou vínculo epidemiológico dos pacientes com casos confirmados para a Delta ou viagem para áreas de circulação do vírus, o que mostrava que já há circulação comunitária da Delta em Pernambuco. Agora, os municípios de ocorrência desses novos casos, com o apoio do Estado, também farão um trabalho de vigilância com essas pessoas, para averiguar se há vínculo epidemiológico com os casos confirmados anteriormente, se há adoecimentos secundários e a necessidade de testagem de contatos. Esse achado da Fiocruz PE é importante para sabermos a circulação das variantes em nosso território, mas reforço que, independente do tipo, não podemos relaxar nas medidas sanitárias e precisamos continuar avançando na vacinação, ofertando mais primeiras doses e concluindo os esquemas vacinais com a segunda dose”, afirmou o secretário de Saúde do Estado, André Longo.

As amostras coletadas eram de pacientes dos municípios de Águas Belas, Araripina, Arcoverde, Belo Jardim, Betânia, Bodocó, Brejinho, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Caruaru, Exú, Gravatá, Iguaraci, Itapetim, Jaboatão dos Guararapes, Lagoa Grande, Limoeiro, , Machados, Olinda, Panelas, Paranatama, Parnamirim, Paulista, Pesqueira, Petrolina, Recife, Sanharó, Santa Cruz do Capibaribe, Santa Maria da Boa Vista, São Bento do Una, São José do Egito, São Lourenço da Mata, Serra Talhada, Sertânia, Tabira, Tacaimbó, Terezinha e Triunfo. Também tiveram amostras de residentes de Ananindeua (PA), Luis Gomes (RN), Salvador (BA) e Santarém (PA) que fizeram coleta em território pernambucano.

 

 

Comentários

Últimas notícias