CRIME

Guia de turismo é baleado em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife

Motivação e autoria do crime são investigados pela Polícia Civil de Pernambuco

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 15/09/2021 às 6:56
Notícia
Foto: Arquivo/JC Imagem
A vítima foi atingida por três tiros e está internada no HR - FOTO: Foto: Arquivo/JC Imagem
Leitura:

Um homem de 47 anos, que trabalha como guia de turismo, foi baleado nessa terça-feira (14) em frente à casa onde mora na Comunidade do Veloso, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife.

De acordo com testemunhas, a vítima foi abordada por homens armados que efetuaram os disparos. Ele foi socorrido e levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira, e em seguida encaminhado ao Hospital da Restauração, no Derby, área central da cidade. 

A vítima foi atingida por três tiros e está internada no HR. A reportagem do JC tentou entrar em contato com a unidade de saúde para saber mais detalhes sobre o estado de saúde do homem, mas ainda não obteve retorno. A reportagem será atualizada.

Motivação e autoria do crime são investigados pela Polícia Civil de Pernambuco (PC-PE).

Insegurança em Boa Viagem

Em Boa Viagem, a insegurança tem preocupado moradores e visitantes. Em 23 de agosto, por exemplo, um outro caso de violência foi registrado no bairro da Zona Sul. Um homem de 44 anos que estava em Pernambuco a turismo foi esfaqueado durante um assalto.

O crime aconteceu às 19h, na Rua Amazonas, quando a vítima teria saído para um passeio. Neste endereço, um homem armado com um facão anunciou o assalto.

Reprodução/TV Jornal
O crime aconteceu na rua Amazonas, em Boa Viagem - Reprodução/TV Jornal

O turista, que é do Rio de Janeiro e estava hospedado em um hotel em Boa Viagem, teve o celular roubado e sofreu golpes de faca no rosto. Câmeras de circuito de segurança registraram o momento. 

Após o crime, o turista foi encaminhado para a emergência do Hospital da Restauração (HR), na área central da cidade. Ficou internado e teve alta dias depois.

Os moradores, no entanto, estão bastante assustados com a situação e, infelizmente, denunciam que a insegurança no local tem sido um sentimento frequente. "Policiamento é muito pouco, muito fraco. Às vezes a polícia até passa, mas só faz passar bem rápido, como se fosse um carro comum. Nós nos sentimos muito vulneráveis", revelou um morador que preferiu não se identificar.

Já seu Mauro Veríssimo, que tem um comércio na rua, contou já ter tido sua barraca arrombada algumas vezes. "Durante o dia até que é tranquilo, mas durante a noite a rua aqui é muito esquisita, e policial pra passar aqui é muito difícil. Já arrombaram meu comércio três vezes durante a noite e o prejuízo foi grande", disse.

O medo também assusta o porteiro Fábio Ramos, que se sente inseguro ao se locomover pela Zona Sul para trabalhar. "Fico muito apreensivo, porque constantemente há assaltos e furtos. Nos sentimos muito inseguros, pedindo a Deus que proteja e arriscamos a sorte, já que temos que batalhar pelo pão de cada dia para sustentar nossa família", declarou.

Na época, a Secretaria de Defesa Social (SDS) disse, em nota, que "o bairro de Boa Viagem, assim como os demais da capital e do Estado, conta com policiamento ostensivo e preventivo em toda a sua extensão, especialmente em locais de grande fluxo de pessoas, comércio aquecido, corredores viários, faixa de orla e periferias".

Ainda segundo a pasta, o bairro de Boa Viagem possui uma operação policial militar permanente e, em 2021, a redução de roubos nessa Área Integrada de Segurança é de 47,7%, no comparativo entre os sete primeiros meses deste ano e o mesmo período do ano passado.

Comentários

Últimas notícias