HOMENAGEM

Ciclovia Graça Araújo ganha nova placa em homenagem à jornalista

A peça, de número 250, foi instalada pelo Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP) e substitui uma antiga placa de mármore aplicada no local em 2019, que foi furtada

JC Julianna Valença
JC
Julianna Valença
Publicado em 24/09/2021 às 14:10
Notícia
Foto: TV Jornal
A jornalista foi declarada patrona do Jornalismo Pernambucano pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) - FOTO: Foto: TV Jornal
Leitura:

A ciclovia Graça Araújo ganha uma nova placa em homenagem à jornalista e apresentadora da TV Jornal, nesta sexta-feira (24). Feito em azulejos, no estilo português, o objeto carrega uma breve biografia da comunicadora, escrita pelo radialista da Rádio Jornal e amigo pessoal de Graça, Geraldo Freire. A peça, de número 250, foi instalada pelo Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP) através do projeto “A história nas paredes” e substitui uma antiga placa de mármore aplicada no local em 2019, que foi furtada.

 

 

Natalia Ribeiro/TV Jornal
Ciclovia Graça Araújo ganha uma nova placa em homenagem à jornalista e apresentadora da TV Jornal, nesta sexta-feira (24) - Natalia Ribeiro/TV Jornal

A placa está localizada no ponto próximo à Rua São Geraldo, no bairro de Santo Amaro, Zona Oeste. A ciclovia foi construída na Rua dos Palmares, próximo ao Procape, e se estende pela Avenida Mário Melo, também em Santo Amaro.

O presidente do IAHGP, Silvio Amorim, explica a importância da aplicação do objeto para materializar na cidade a admiração por Graça, uma das personalidades mais consagradas do jornalismo local, falecida em 2018. “Essa placa de número 250 é importante. Graça Araújo teve uma vida dinâmica e importante no jornalismo e na vida dos pernambucanos. Com muita satisfação o Instituto Arqueológico tem a placa 250 em nome dela”, declarou Silvio Amorim.

Patrona do jornalismo pernambucano

A jornalista Graça Araújo foi declarada patrona do Jornalismo Pernambucano pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), em 2020. Graça Araújo faleceu no dia 8 de setembro de 2018 após ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico. Ela tinha mais de 25 anos de trabalho neste Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), e apresentava o TV Jornal Meio Dia, na TV Jornal, e o programa Rádio Livre, na Rádio Jornal.

Na justificativa do projeto que propõe a declaração, o deputado estadual Clodoaldo Magalhães (PSB) ressalta a extensa carreira de Maria Gracilane Araújo da Silva, conhecida como Graça Araújo, natural de Itambé, na Zona da Mata pernambucana, mas reconhecida cidadã recifense em 2010 pela Câmara Municipal do Recife.

"A jornalista também deu importante contribuição no mundo jurídico. Foi uma das homenageadas em sessão solene do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), recebendo condecoração concedida a profissionais que contribuem para melhorar o trabalho da Justiça no Estado. Em virtude de sua honrosa carreira profissional, Graça foi, ainda, homenageada na edição do livro "Sucesso: o que elas pensam", que reúne 150 mulheres que contam como chegaram ao sucesso profissional", diz trecho da justificativa.

Comentários

Últimas notícias