REGRAS

Eventos, estádios e bares: o que muda com as novas flexibilizações em Pernambuco?

Novo avanço no Plano de Convivência com a Covid-19 foi anunciado nesta quinta-feira (14)

Cássio Oliveira Gabriel Inácio
Cássio Oliveira
Gabriel Inácio
Publicado em 14/10/2021 às 23:43
Notícia
JC IMAGEM
Público permitido nos estádios de futebol poderá ser de até 15% da capacidade do local - FOTO: JC IMAGEM
Leitura:

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta quinta-feira (14), novas flexibilizações no Plano de Convivência com a Covid-19, que passam a valer já a partir desta sexta-feira (15), em todo o Estado. 

Com as mudanças, o público permitido nos estádios de futebol poderá ser de até 15% da capacidade do local. Além disso, os eventos culturais, sociais e corporativos, bares e restaurantes, clubes sociais, cinemas, teatros, circos, colações de grau, aulas da saudade e cultos ecumênicos poderão funcionar até as 2h da manhã.

A secretária executiva de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Ana Paula Vilaça, frisou que permanece necessário o controle seguro do esquema vacinal para algumas atividades. Segundo ela, os shows continuam com a capacidade máxima de 2,5 mil pessoas ou 50% do local, o que for menor. O evento deve ser no formato de mesas e cadeiras, e o uso da máscara continua obrigatório. “A flexibilização não abrange área para dança, mas é permitido ficar em pé, utilizando a máscara”, reforçou. Em novembro, dependendo dos números da saúde, o público pode passar para cinco mil pessoas ou 50% da capacidade, o que for menor.

Os eventos corporativos, as colações de grau, as aulas da saudade e os cultos ecumênicos permanecem com capacidade máxima de 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor. Cinemas, teatros e circos também seguem a mesma regra. Já a capacidade máxima dos eventos sociais/buffet permanece em 2,5 mil presentes ou 50% do local, o que for menor.

A secretária executiva informou ainda que o Decreto n. 50.924, de 02 de julho, será alterado no trecho que trata da proibição de atendimento a visitantes em hotéis e pousadas. "A partir desta sexta, por exemplo, as pessoas não hospedadas também terão acesso livre ao restaurante do estabelecimento", afirmou.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, destacou que os avanços e flexibilizações previstos no Plano de Convivência estão atrelados, diretamente, à adesão da sociedade ao processo de vacinação. “O Governo de Pernambuco vai continuar centrado na ciência e não iremos adotar medidas que possam colocar a vida dos pernambucanos em risco. Só poderemos retomar integralmente as atividades quando a maioria da nossa população estiver vacinada e com ciclo vacinal completo”, reforçou. Pernambuco está com pouco mais de 50% da população com o esquema vacinal completo e com números da pandemia em estabilidade.

Confira as flexibilizações

Eventos culturais, shows e bailes (a partir de 15/10/2021)

  • Os eventos passam ter duração de, no máximo, 8 horas com horário até 2h da madrugada, todos os dias.
  • Permanecem liberados os eventos para 2,5 mil pessoas ou 50%, o que for menor.
  • Obrigatório o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida.
  • Em formato de mesas e cadeiras, sem dancing, sendo permitido ficar em pé, desde que esteja usando máscara.
  • Continua necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo 90% das pessoas vacinadas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única.
  • Os outros 10% são reservados a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.

Eventos corporativos (a partir de 15/10/2021)

  • Os eventos poderão ocorrer das 8h às 2h da madrugada, todos os dias.
  • A capacidade máxima permanece em 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor, mas a partir de 300 pessoas, é necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo 90% das pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única.
  • Os outros 10% são reservados a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.
  • Obrigatório o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida.
  • Os eventos serão em formato de mesas e cadeiras, sem dancing, sendo permitido ficar em pé, desde que esteja usando máscara.
  • Ex: Assembleias, capacitações, cursos, conferências, congressos, convenções, encontros, entrevistas, fóruns, painéis, palestras, reuniões, simpósios, seminários, solenidades, treinamentos, webinar e workshops.

Eventos sociais/Buffet (a partir de 15/10/2021)

  • Os eventos poderão ocorrer das 8h às 2h da madrugada, todos os dias.
  • A capacidade máxima permanece em 2,5 mil presentes ou 50% do local, o que for menor, com exceção dos espaços de até 700 lugares, que podem operar com até 80% da capacidade.
  • A partir de 300 pessoas, é necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo 90% do público vacinado com a segunda dose ou com apenas uma dose, no caso de vacina de dose única.
  • Os outros 10% são reservados a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.
  • Obrigatório o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida.
  • Os eventos são em formato de mesas e cadeiras, sem dancing, sendo permitido ficar em pé, desde que esteja usando máscara.
  • Ex: Aniversários, batizados, bodas, casamentos, festas infantis e noivados.

Colação de grau, aula da saudade e culto ecumênico (a partir de 15/10/2021)

  • Os eventos poderão ocorrer das 8h às 2h da madrugada, todos os dias.
  • A capacidade máxima permanece em 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor.
  • A partir de 300 pessoas, é necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo 90% do público vacinado com a segunda dose ou com apenas uma dose, no caso de vacina de dose única.
  • Os outros 10% são reservados a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.
  • Obrigatório o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida.
  • Público sentado, sem dancing, e é permitido ficar em pé, desde que esteja usando máscara.

Serviços de alimentação - bares, restaurantes e lanchonetes (a partir de 15/10/2021)

  • Vão poder funcionar, das 5h às 2h da madrugada, em todo o Estado, durante a semana e nos finais de semana e feriados, inclusive localizados em shopping centers.
  • Permanece com 80% da capacidade do local com até 15 pessoas por mesa e distanciamento de 1 metro.
  • É permitida a música ao vivo, mas sem dança.
  • Também continua liberado que as pessoas fiquem em pé, mas usando máscaras.

Cinema, teatro e circo (a partir de 15/10/2021)

  • Vão poder funcionar, das 9h às 2h da madrugada, em todo o Estado, durante a semana e nos finais de semana e feriados.
  • A capacidade máxima pode chegar a 2,5 mil presentes ou 80% do local, o que for menor, mas a partir de 300 pessoas, é necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% da venda dos ingressos para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única.
  • Os outros 10% dos ingressos são vendidos a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.

Hotéis e pousadas (a partir de 15/10/2021)

  • Liberado o atendimento a visitantes. Por exemplo, acesso livre de pessoas não hospedadas ao restaurante do hotel.

Clubes sociais (a partir de 15/10/2021)

  • Passam a funcionar em todo o Estado, das 5h às 2h da madrugada, durante a semana e nos finais de semana e feriados.
  • É permitida a música ao vivo, mas sem dança. Liberadas as saunas.

Liberação de torcida em estádios de futebol (a partir de 15/10/2021)

  • Aumento de público nos estádios para até 15% da capacidade do local.
  • Arena de Pernambuco: 6,9 mil torcedores (capacidade total de 46,1 mil)
  • Arruda: 9 mil torcedores (capacidade total de 60 mil)
  • Ilha do Retiro: 5,2 mil torcedores (capacidade total de 35 mil)
  • Aflitos: 2,9 mil torcedores (capacidade total de 19,6 mil)
  • Lacerdão (Central): 4,5 mil torcedores (capacidade total de 30 mil)
  • Cornélio de Barros (Salgueiro): 1,8 mil torcedores (capacidade total de 12 mil)
  • Ademir Cunha (Paulista): 1,8 mil torcedores (capacidade total de 12 mil)

Novembro

  • Ficam liberados os eventos para 5 mil pessoas ou 50%, o que for menor.
  • Obrigatório o uso da máscara, desde que não esteja consumindo comida e bebida.
  • Em formato de mesas e cadeiras, sem dancing, sendo permitido ficar em pé, desde que esteja usando máscara.
  • O público deve estar 100% vacinado com duas doses ou com a vacina de dose única.
  • Os eventos devem ter duração de, no máximo, 8 horas com horário até 2h da madrugada, todos os dias.

Comentários

Últimas notícias