FORÇAS ARMADAS

Em balanço de final de ano, Comandante do Exército destaca escolha do Grande Recife para sediar nova Escola de Sargentos

O projeto conta com a escola, um parque de tiros, uma vila olímpica e uma vila militar que devem ocupar cerca de 140 hectares na Área de Preservação Ambiental (APA) Aldeia-Beberibe

JC Estadão Conteúdo
JC
Estadão Conteúdo
Publicado em 22/12/2021 às 11:19
Reprodução
O empreendimento ficará localizado na mata do Campo de Instrução Marechal Newton Cavalcanti (CIMNC), pertencente ao Exército, no interior da Área de Proteção Ambiental (APA) Aldeia Beberibe, região de Mata Atlântica - FOTO: Reprodução
Leitura:

O comandante do Exército brasileiro, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, fez um balanço anual das ações das Forças Armadas em vídeo divulgado nesta quarta-feira (22). Entre elas, o comandante destacou a escolha do Grande Recife para sediar a nova Escolas de Sargentos.

"Decidimos pela escolha da nova sede da futura escola de formação e graduação de sargentos a ser construída na Região Metropolitana do Recife. Uma escola moderna, concebida para que seus egressos estejam prontos para os desafios e realidades do século XXI", disse.

O projeto conta com a escola, um parque de tiros, uma vila olímpica e uma vila militar que devem ocupar cerca de 140 hectares na Área de Preservação Ambiental (APA) Aldeia-Beberibe. A disputa para implantação da escola começou há dois anos com 15 cidades no páreo.

A instituição deve atrair 10 mil pessoas ao Estado em busca de formação para seguir na carreira militar. Instituição de ensino de nível superior, a unidade será responsável pela formação e graduação de sargentos combatentes de carreira das armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações. A nova Escola também formará militares do quadro de Material Bélico, Serviço de Saúde, Música, Topografia e Aviação do Exército, que ao fim do processo poderão receber uma remuneração de R$ 4.896,32.

Mas por se tratar de uma área de preservação, críticos à construção defendem que a Escola traria impactos abrangentes para a biodiversidade local. Em 2 de dezembro, uma audiência pública discutiu o caso na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe).

Balanço de 2021

O general destacou ainda o auxílio no enfrentamento da covid-19, a Operação Militar Verde Brasil e Samaúma (GLO iniciada em junho deste ano para combater incêndios ilegais na Amazônia) para auxiliar órgãos ambientais no combate ao desmatamento na Amazônia.

Ele também reafirmou o compromisso das Forças Armadas com a Constituição. "Reafirmo o compromisso das Forças com suas missões constitucionais", disse no vídeo. O comandante também destacou que "a principal razão da existência do Exército" é o seu preparo e prontidão para defesa da Pátria.

O comandante disse que "2022 nos traz esperança de que a vida terá sua normalidade restabelecida". E que será um ano dinâmico, com eventos importantes, "dos quais destaco o Bicentenário da Independência, oportunidade para refletirmos sobre o gigante que somos e os caminhos que seguiremos para alcançarmos futuro de paz, prosperidade, liberdade, que historicamente temos perseguido".

Comentários

Últimas notícias