estado de saúde

Criança que teve perna amputada após mordida de tubarão em Fernando de Noronha é transferida para São Paulo

A menina é de São Paulo e vai continuar o tratamento lá. Ela estava com a família em Noronha, quando foi mordida, na última sexta-feira (28)

Amanda Azevedo
Cadastrado por
Amanda Azevedo
Publicado em 03/02/2022 às 20:25 | Atualizado em 03/02/2022 às 20:29
ALCIDES NUNES/JC IMAGEM
Menina mordida por tubarão em Noronha estava no Hospital Português - FOTO: ALCIDES NUNES/JC IMAGEM
Leitura:

A menina de 8 anos que teve a perna amputada após ser mordida por um tubarão na Baía do Sueste, em Fernando de Noronha, teve alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica do Real Hospital Português, na área central do Recife, nesta quinta-feira (3). Ela foi encaminhada para uma unidade de saúde de São Paulo, de onde é natural.

"A paciente deixou a UTI Pediátrica do Real Hospital Português de Beneficência em Pernambuco na tarde desta quinta-feira com quadro clínico estável e apta para transferência em UTI aérea para São Paulo, onde seguirá em tratamento", informou o hospital recifense.

A criança estava na praia com a família, quando foi mordida na perna direita, na última sexta-feira (28). O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão federal que administra o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, informou que a área ficará interditada até que se finalizem as investigações do caso.

Fora o caso deste ano, o Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões em Pernambuco (Cemit-PE) registrou, desde 2015, seis incidentes com tubarões no Arquipélago de Fernando de Noronha. Apesar de lesões, todas as vítimas sobreviveram. 

Últimas notícias