BREGA-FUNK

MC Vertinho é preso, de novo, após condenação por estupro de vulnerável

O caso ocorreu em um show dele em 2012. No concerto, ele foi filmado derramando uísque e lambendo uma adolescente de 12 anos - em simulação à prática sexuaL

Bruno Vinicius
Cadastrado por
Bruno Vinicius
Publicado em 23/04/2022 às 12:46 | Atualizado em 25/04/2022 às 11:05
Divulgação
MC Vertinho foi preso por estupro de vulnerável - FOTO: Divulgação
Leitura:

Com informações da repórter Cínthia Ferreira, da TV Jornal

Um dos maiores nomes do brega-funk, MC Vertinho, de 28 anos, foi preso por processo de estupro de vulnerável, na noite desta sexta-feira (22). O caso ocorreu em um show dele em 2012. No concerto, ele foi filmado derramando uísque e lambendo uma adolescente de 12 anos - em simulação à prática sexual. Vertinho já havia sido preso em 2015, mas foi solto e aguardava julgamento.

MC Vertinho foi julgado sem saber e foi pego de surpresa quando foi preso, de acordo com a família. "Foi um choque para a família, porque isso foi uma coisa de muito tempo. A gente achava que estava arquivado, porque a advogada não me informou mais e não correu atrás. A gente achou que estivesse arquivado porque foram coisas antigas. Coisa já de 8 anos, ele tinha acabado de fazer 18 anos", revelou a mãe do MC, Vanusa Maria.

"Nessa casa de shows não só tinha essa menina de menor. Todo mundo sabia que havia várias garotas. Nem ele tinha chamado ela para o palco. Ele perguntou 'quem quer dançar bebida do tesão?', que era um grande sucesso da época, e várias garotas queriam subir no palco", contou a mãe sobre a situação.

"Ele precisa dessa liberdade, porque ele precisa trabalhar, ele é um músico, canta e faz música. E ele precisa cuidar da minha mãe, porque ele mora com a vozinha dele. Ele foi para São Paulo, fez um contrato de seis meses para gravar clipes, para sustentar os filhos dele", aponta Vanusa.

PRISÃO

MC Vertinho foi preso em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, sendo encaminhado para o Cotel, em Abreu e Lima, na manhã deste sábado. O artista deve passar, ainda, por uma audiência de custódia.

Comentários

Últimas notícias