RELIGIÃO

Celebrações pelos 25 anos de morte de frei Damião começam nesta quinta-feira

Frade capuchinho, frei Damião morreu aos 98 anos, no Recife, em 31 de maio de 1997. Programação para marcar os 25 anos de morte do religioso será no Convento São Félix Cantalice, no Pina, Zona Sul do Recife

Margarida Azevedo
Cadastrado por
Margarida Azevedo
Publicado em 25/05/2022 às 7:00 | Atualizado em 27/05/2022 às 14:08
MACHADO BITENCOURT/DIVULGAÇÃO
Frei Damião, uma das figuras católicas mais importantes no Nordeste e no Brasil - FOTO: MACHADO BITENCOURT/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Missionário do povo, reencarnação de Padre Cícero, Santo do Nordeste. Assim é conhecido informalmente frei Damião de Bozzano, frade capuchinho que morreu aos 98 anos de idade, 25 anos atrás, no Recife, no último dia de maio de 1997. Nascido no Norte da Itália, por seis décadas percorreu os rincões do Nordeste levando o Evangelho para o povo.

Dos mais humildes aos mais abastados, católicos ouviam a palavra de Deus nas pregações e confissões do religioso. Desta quinta-feira (26) até o próximo domingo (29), a expectativa é de que mais de 10 mil pessoas participem da programação que marca o aniversário de morte dele. Será no Convento São Félix Cantalice, localizado no Pina, Zona Sul da capital, onde o corpo do sacerdote está sepultado.

"Estamos aguardando muita gente. Em outras festas passaram por aqui mais de 10 mil pessoas. Acredito que iremos superar as expectativas agora. São três anos sem a festa. Porque em 2019 houve a greve dos caminhoneiros, então pouca gente participou. E nos dois últimos anos, 2020 e 2021, teve a pandemia. Então o povo está ansioso querendo celebrar", diz o guardião do Convento São Félix Cantalice, frei Janailson Gomes.

Tradicionalmente, romeiros vindos de vários Estados nordestinos chegam ao Recife no fim de maio para reverenciar frei Damião. "Depois de tanto tempo vivendo com a pandemia, acho que a festa será ainda mais forte pois a fé foi um grande combustível para vencermos todo esse período", comenta frei Janailson.

"Estamos tendo todo o cuidado para que tudo ocorra da forma mais tranquila possível. Mesmo com o uso de máscara liberado pelo governo estadual, dom Fernando Saburido, nosso arcebispo, pede que os fiéis usem", afirma o guardião do convento.

LEGADO

"Frei Damião foi um missionário que veio da Itália e que por 66 anos consagrou a sua vida aqui no Nordeste. Um frade de estatura mínima, porém gigante na sua missão, na sua fé. Ele foi a muitas cidades do Nordeste pregando a palavra de Deus, pregando as santas missões que consistia em bençãos aos enfermos, às casas, o atendimento das confissões, a celebração da santa missa, as caminhadas penitenciais e o sermão", conta frei Janailson.

"Com essas missões ele foi conquistando o coração do povo nordestino. Hoje nós percebemos o amor, a devoção que o povo tem ao frei Damião porque ele não mediu esforços para ir até o povo. As pequeninas, as grandes cidades do Nordeste, onde era convidado, onde era acolhido, frei Damião se fazia presente", ressalta.

"Deixou para nós um legado gigantesco de alguém que consagrou verdadeiramente a sua missão, dedicou a sua vida ao Evangelho, à verdade que nosso Senhor deixou para nós e que ele transmitiu não apenas com palavras, mas com a própria vida", atesta frei Janailson.

PROGRAMAÇÃO

A abertura da celebração pelos 25 anos de morte de frei Damião será na Paróquia do Pina, como de costume. "Iniciaremos nesta quinta-feira (26) com uma missa, às 19h, celebrada na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, que fica na Avenida Herculano Bandeira. Após a missa seguiremos em procissão para o convento, onde teremos a benção do Santíssimo Sacramento. A procissão com o Santíssimo Sacramento que era como frei Damião encerrava suas missões", explica frei Janailson.

Na sexta-feira (27) haverá a programação normal do convento que é a benção de São Félix, com missas às 6h, 11h e 17h.

No sábado (28) é esperada a chegada de dezenas de ônibus vindos do interior de Pernambuco e de outros Estados. "Aguardamos muitos romeiros que chegam à tarde vindos de várias partes do Nordeste e até de fora", comenta o religioso. Estão previstas missas às 6h e 17h e apresentações culturais às 20h.

"Frei Damião foi a tantas cidades do Nordeste, agora encontramos a resposta do povo. De muitos lugares as pessoas vêm visitar o túmulo, demonstrando assim esse carinho e amor por esse santo capuchinho", enfatiza frei Janailson.

O domingo (29) é o grande dia da festa, com missa às 4h, 6h, 10h, 14h e 17h. O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, vai celebrar a missa das 10h. 

"Frei Damião era um homem simples, religioso de uma sensibilidade missionária muito grande. Deixou sua terra natal e sua família na Itália para comunicar a boa nova no Brasil. Deu muita atenção aos pobres, por onde passava as pessoas viam nele um sinal de Deus. Transmitiu o Evangelho e o compromisso com a fé", destaca dom Fernando.

Na terça-feira (31), data em que se completam exatos 25 anos da morte do sacerdote, haverá missa no convento às 6h e às 17h.

PROGRAME-SE

Quinta-feira (26)
19h – Missa de abertura (Igreja Matriz do Pina) na Av. Herculano Bandeira, 471
20h – Procissão c/ o Santíssimo até o convento Bênção
20h30 – Apresentação Cultural

Sexta-feira (27)
6h, 11h e 17h - Missas
Manhã e tarde: Bênção de São Félix e atendimento às confissões
20h – Show com Nádia Maia

Sábado (28)
6h e 17h -Missas
20h – Apresentação Cultural e Show com Pe. Damião Silva

Domingo (29)
4h, 6h, 10h, 14h e 17h - Missas
8h – Show com Pe. João Carlos
16h – Show com Dudu do Acordeon

Terça-feira (31)
6h e 17h - Missa

Comentários

Últimas notícias