ALERTA

CHUVAS: Apac afirma que chuvas devem se estender por mais 24 horas

Segundo a presidente da APAC, os acumulados podem atingir 100mm

Mirella Araújo
Cadastrado por
Mirella Araújo
Publicado em 28/05/2022 às 12:04 | Atualizado em 28/05/2022 às 15:01
Guga Matos/JC Imagem
Alagamentos no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

A presidente da Agência Pernambucana de Águas e Climas (APAC), Suzana Montenegro, informou que a previsão é de que as chuvas se estendam por mais 24 horas, com possibilidade dos acumulados atingirem 100mm.

“A Apac já havia emitido o alerta vermelho ontem (27), e vem monitorando todo o sistema meteorológico que vem atingindo o leste do Estado, a Região Metropolitana e as zonas da Mata Norte e Sul. A nossa equipe mantém plantão permanente”, destacou a presidente.

Em um breve comunicado feito pelas redes sociais da APAC, em conjunto com a Defesa Civil de Pernambuco, também foram relatados a situação de alguns rios que estão sendo monitorados pela Agência. “Algumas situações de cota de inundação foram registradas em São Lourenço, por exemplo, e uma cota de alerta em Paudalho. Já a situação dos reservatórios está tranquila”, explicou Suzana.

 


O tenente-coronel e secretário executivo de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe), Leonardo Rodrigues, fez um apelo para que a população que resida em área de risco possa procurar um local seguro para se abrigar nesse período. Ele não informou, neste momento, quantos e quais são as ocorrências em andamento que estão sendo atendidos pela Defesa Civil, mas reforçou que as equipes estão nas ruas. 

"Estamos acompanhando a situação das chuvas desde o início da semana. Na quarta-feira foi instalado um gabinete e a gente vem seguindo as recomendações dos órgãos de meteorologia em relação às precipitações que atingem todo o litoral nordestino. Pernambuco vem sofrendo com o alto volume de chuvas e isso traz uma preocupação, principalmente com as pessoas que residem em áreas de risco", disse o tenente-coronel Leonardo Rodrigues. 

"Então a gente orienta que a população, que nesse momento reside em áreas de morros, procurem buscar medidas de autoproteção diante do acumulado das chuvas. É recomendado procurar um local seguro até que essas chuvas diminuam", completou. Em caso de emergência, a população pode acionar o Corpo de Bombeiros através do número 193 e a Defesa Civil do Estado pelo número 199.

BALANÇO

A Central de Operações da Codecipe recebeu dos municípios o registro de 516 pessoas desalojadas e 249 desabrigadas. Em Abreu e Lima, há 16 pessoas desabrigadas e seis desalojadas. No Cabo de Santo Agostinho são 18 desalojados e em Camaragibe, 28. Jaboatão dos Guararapes contabiliza 92 desabrigados e 332 desalojados. Olinda tem 141 pessoas desabrigadas; São José da Coroa Grande registra 70 pessoas desalojadas; em Xexéu são 60 e, em Escada, há duas pessoas na mesma situação.

As chuvas também causaram a morte de 10 pessoas no Estado. Em Olinda, três pessoas morreram por conta de deslizamentos de barreiras uma no Córrego do Abacate, duas no Córrego do Abacaxi, ambos no bairro de Águas Compridas, nas chuvas que ocorreram na quarta-feira (26).

Um motociclista que tentou atravessar um local alagado no bairro de Peixinhos, também em Olinda, acabou sendo arrastado pela correnteza e também faleceu. No município de Jaboatão dos Guararapes, um homem que tentou salvar um animal de estimação também acabou sendo arrastado pela correnteza e foi encontrado morto no bairro da Muribeca.

Em Recife duas pessoas morreram em decorrência a deslizamentos, um no Córrego do Jenipapo e outro na localidade do Sítio dos Pintos. Em Camaragibe há confirmação de três óbitos no Córrego do Desastre.

Até as 6h da manhã deste sábado, 20 municípios registraram precipitações acima de 100 mm. Entre eles, Recife (209 mm), Jaboatão dos Guararapes (215 mm) e São Lourenço da Mata (200,2 mm). Itapissuma foi a cidade com maior notificação, atingindo 318 mm. As equipes da Codecipe e do Corpo de Bombeiros foram reforçadas na Mata Sul, com a instalação de uma base remota em Palmares.

 

 

Comentários

Últimas notícias